Antecipada em nove meses, eleição da mesa diretora da CMCG acontece nesta quinta-feira


Com apenas um voto contra, do vereador Olimpio Oliveira (PMDB), foi aprovado, na manhã desta terça-feira, 25, o projeto de resolução que antecipa a eleição da mesa diretora da Câmara Municipal de Campina Grande para o biênio 2015-2016, que deveria acontecer apenas no mês de dezembro. 

Aprovado o projeto, foi aberto o prazo para inscrição das chapas, que se encerra no fim da tarde desta quarta, e a eleição deve acontecer já nesta quinta, com provável chapa única, tendo como presidente Pimentel Filho, do PROS. Os demais nomes que formarão a chapa ainda não haviam sido confirmados até a manhã de hoje, mas é provável que Orlandino Farias (PSC), o parlamentar mais velho da atual legislatura (completa 80 anos em maio), fique com a segunda vice-presidência.

A eleição de Orlandino seria uma homenagem dos seus pares, já que o parlamentar confessou aos colegas que este é seu último mandato. Também são cotados para figurar na mesa Murilo Galdino (PSB), que poderá continuar na primeira vice-presidência, e Ivam Batista (PROS), cotado para a primeira secretaria, mas, é possível e até provável que haja mudanças.

Voto vencido, Olimpio Oliveira mostrou-se profundamente contrariado com a antecipação, que classificou, inclusive, como “manobra”, acusando a existência de influência do poder executivo no processo, o que causou a irritação dos seus pares, sobretudo do atual presidente da casa, Nelson Gomes Filho (PRP), que classificou a fala do peemedebista como “profundamente infeliz”.

Embora a maioria dos vereadores considere a eleição de Pimentel como favas contadas, um fato novo, relacionado com um nome de proa do PSDB paraibano, seria a única possibilidade de reversão do encaminhamento. A questão é que talvez não haja tempo nem um caminho alternativo para eventual mudança.

Nenhum comentário

.