Senador do PSOL que queria reduzir FPE da Paraíba vem ao estado de olho na Presidência da República


O senador Randolfe Rodrigues (Amapá), pré-candidato à presidente da República pelo PSOL, estará na Paraíba nesta sexta-feira e sábado, de acordo com informações divulgadas pelo partido. Na sexta, Randolfe cumpre agenda na capital, onde participa de debate sobre a reforma política no auditório da OAB e de discussão sobre “Os Levantes de Junho e a Esquerda Brasileira”.

No sábado, Randolfe, que, em termos de tom e de discursos, é uma espécie de sucessor da ex-senadora Heloísa Helena (também PSOL), concede entrevista coletiva à imprensa campinense na sede do Sindicato dos Bancários, por volta das 9 horas. Em seguida, participa de um almoço com militantes do partido e de segmentos da esquerda. O restaurante não foi informado, mas, dada a fidelidade da esquerda às suas “ideologias”, deve ser, no máximo, em um self service das Boninas.

Sempre com o discurso ideológico (!) da esquerda na ponta da língua, apregoando o socialismo e a justiça social, no ano passado o senador Randolfe, que é pernambucano de Garanhuns (mas, vive desde criança no Amapá), apresentou emenda a um projeto que alterava a distribuição do Fundo de Participação dos Estados (FPE), emenda tal que, na prática, de acordo com senadores paraibanos, reduzia ainda mais a já magra fatia da já pobre Paraíba nesse bolo.

À época, em rápido discurso, o tucano Cássio Cunha Lima classificou a emenda de Randolfe como “uma aliança esdrúxula de setores do Norte com os estados mais ricos do Brasil para retirar (recursos) dos mais pobres”. Para alívio dos combalidos cofres paraibanos, a emenda do senador do PSOL acabou rejeitada.

Nenhum comentário

.