Alexandre do Sindicato revela tranqüilidade sobre processo e diz que ação não tem fundamento


O vereador Alexandre do Sindicato, presidente do diretório municipal do Partido Republicano da Ordem Social (PROS), afirmou, na noite desta sexta-feira, 09, que está plenamente tranqüilo em relação ao processo interposto por um suplente da sua coligação que pede a cassação do seu mandato por ter deixado o PTC, legenda pela qual se elegeu em 2012.

Alexandre lembrou que ele e outros três vereadores campinenses ingressaram no PROS durante a fundação da nova sigla, condição em que a legislação eleitoral é clara ao permitir a migração partidária. “Assim como centenas de outros detentores de mandatos em todo o país, ingressei como fundador do PROS, inclusive assumindo a presidência municipal do partido”, lembrou. 

“Não há o que temer. A ação não tem fundamento. Minha preocupação é, humildemente, continuar sendo um dos vereadores que mais produzem na Câmara Municipal. É continuar sendo a voz do povo no parlamento campinense, na mesma linha de atuação que nos levou a ter um primeiro ano de mandato bastante produtivo e reconhecido”, complementou Alexandre do Sindicato.

Sobre o processo, ele ressaltou que uma das ações, impetradas pelo PTC, já foi arquivada. Outra, impetrada por um suplente, ainda está tramitando. Alexandre esclareceu que, ao contrário do que foi divulgado por uma dirigente do PTC, não foi prolatada nenhuma sentença até o momento, não tendo sido o parlamentar, ainda, sequer notificado oficialmente para apresentação da sua defesa. O vereador irá se pronunciar detidamente a respeito do mérito do processo após sua defesa ter acesso aos autos.

Nenhum comentário

.