Produtos para a ceia de natal têm diferença de preços de até 364%, aponta pesquisa do Procon/CG


Com o objetivo de indicar o melhor local para a compra dos produtos da ceia natalina, o Procon de Campina Grande realizou uma pesquisa de preços e encontrou variações de até 364% em produtos típicos da época. Foram coletados preços de vinte produtos, como o peru, chester, tender e pernil de porco, bacalhau, grãos e frutas, como castanha de caju e nozes, ameixa, uva passa, panetone, e também alguns tipos de bebidas, como espumantes e vinhos.

O levantamento demonstrou a variação de preços entre o maior e o menor, sendo descartadas as marcas e examinados apenas os menores preços dos produtos disponíveis em nove dos estabelecimentos visitados.

A maior diferença percentual foi verificada no preço do panetone de 500g, atingindo índice de 364%. O produto está custando valores entre R$ 3,98 e R$ 18,48, totalizando uma diferença de R$ 14,50.Em seguida, aparece a azeitona verde, embalagem de 200ml, com variação de 234%, encontrada por valores entre R$ 2,99 e R$ 9,98.

Outro produto que apresentou uma variação significativa (181%) foi o bacalhau. O quilo está custando valores que vão de R$ 19,90 a R$ 55,98, diferença de R$ 36,08.

A ameixa seca pode ser comprada por preços entre R$ 8,99 e R$ 22,90, o quilo, tendo variação de 155%. Nas carnes, o pernil apresentou menor preço de R$12,79, e maior preço de R$ 23,98, diferença percentual de 87%.

O peru temperado, indispensável na mesa da noite de Natal, também se destaca com índice de variação de 73%. O menor preço foi encontrado em um supermercado da Rua João Lourenço Porto, ao valor de R$ 10,98 (quilo), e maior em um supermercado do Ponto Cem Reis e outro da Floriano Peixoto, ao valor de R$ 18,98.

Entre as bebidas, a maior variação foi verificada no preço do espumante 750ml, com diferença de 125% de um estabelecimento para o outro. A bebida está custando preços que variam entre R$ 9,59 e R$ 21,55.

O Procon Municipal recomenda que, antes de ir ao supermercado, o consumidor deve fazer uma relação dos itens desejados, para evitar gastos desnecessários. Conferir os preços em encartes e anúncios publicitários pode ajudar na comparação de valores entre os estabelecimentos.

Ao passar os produtos pelo caixa, verifique os valores registrados. Havendo diferença entre o preço cobrado e o preço que estava informado na gôndola, prevalece o menor. A pesquisa completa encontra-se à disposição do consumidor campinense na sede do Órgão, situada na Rua Afonso Campos, 304, 2º Andar, Centro, e também através do endereço eletrônico: www.proconcg.pb.gov.br.

Codecom

Nenhum comentário

.