Comitê estadual do PC do B aplica censura pública a José do Nascimento Coelho e Everaldo Catão

Catão (à esquerda) e Coelho: censura pública

A direção estadual do PC do B decidiu punir os militantes Everaldo Catão, ex-presidente da legenda em Campina Grande, e José do Nascimento Coelho, presidente do Sindicato dos Comerciários, com uma censura pública porque, segundo nota divulgada nesta sexta-feira, 11, “manifestaram suas opiniões afrontando a direção partidária”.

A nota não detalhou o caso, mas o fato é que Everaldo e Coelho têm se mostrado contrários à posição da legenda de compor o governo do PSDB em Campina. Veja a nota, na íntegra (e o espaço fica aberto para os mencionados):

PARTIDO COMUNISTA DO BRASIL

COMITÊ ESTADUAL

MOÇÃO DE CENSURA PÚBLICA

O Comitê Estadual do Partido Comunista do Brasil na Paraíba, reunido no dia 28 de setembro de 2013, considerando o desrespeito ao Estatuto partidário por parte dos filiados EVERALDO TORRES CATÃO e JOSÉ DO NASCIMENTO COELHO que, não aceitando decisão do Comitê Municipal de Campina Grande e da Comissão Política Estadual, publicamente manifestaram suas opiniões afrontando a direção partidária e, desrespeitando preceitos do Estatuto do PCdoB, DECIDIU aplicar aos referidos filiados, a sanção prevista no artigo 39 do Estatuto Partidário, qual seja, advertência e censura de conhecimento público, divulgada pelos órgãos de comunicação.

Para cumprimento pleno da medida, entendeu a Direção Estadual que essa decisão fosse comunicada à Conferência Estadual, instância maior do PCdoB no estado e divulgada pelos mesmos meios de comunicação onde ecoaram as declarações contrárias às posições partidárias, motivo dos processos disciplinares.

Com isso, o Comitê Estadual realça o chamamento de seus quadros e militantes no sentido do estreitamento dos laços partidários, irrestrito respeito às instâncias decisórias e coesão em torno da linha política do Partido. Cabe aos dirigentes e militantes, especialmente os envolvidos neste processo disciplinar, extrema vigilância para que fatos desta natureza não voltem a ocorrer. É com espírito autocrítico que deve ser recebida, pelos imputados, a sanção aplicada que “tem como objetivo reforçar a unidade, a disciplina e a ética revolucionária do coletivo”(artigo 39 do Estatuto partidário).

O Comitê Estadual do PCdoB - PB

Nenhum comentário

.