Trevo de quatro vês rende condenação para Veneziano, que perde direitos políticos por três anos

Imagem: Blog Martins da Cachoeira
O uso do famoso trevo de quatro vês (foto) pela gestão do ex-prefeito Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) rendeu, em 2008, uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) proposta pelos advogados da coligação “Por amor a Campina”, que fazia oposição ao então candidato à reeleição.

À época, a ação não resultou em maiores consequências, mas, nesta quinta-feira, 01, veio a público sentença prolatada ontem pelo juiz Ananias Nilton Xavier, da 2ª Vara da Fazenda Pública, que condenou o ex-prefeito, por crime de improbidade administrativa, à perda dos direitos políticos por três anos, impedimento de contratar com o poder público também por três anos, pagamento de multa e ressarcimento ao erário dos recursos empregados na “propaganda institucional ilegal”.

O processo que resultou na condenação em primeiro grau de Veneziano, que administrou Campina Grande por dois mandatos consecutivos, entre os anos de 2005 e 2012, foi proposto pelo Ministério Público do Estado, através de ação civil pública, na qual o ex-prefeito é acusado de ter praticado publicidade oficial irregular.

Cabe recurso e, certamente, os advogados do peemedebista vão recorrer. Veneziano Vital do Rêgo tem participado de uma série de debates promovidos por seu partido no estado com vistas às eleições do ano que vem. O ex-prefeito figura como pré-candidato ao Governo do Estado, plano que corre o risco de ser abortado caso a sentença do juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública não seja reformada na instância superior.

Nenhum comentário

.