Vereadores são chamados de “corruptos” e Câmara de “merda” por jovens manifestantes liderados por Ari do PSOL


O cartaz acima foi colado no vidro que isola o plenário da Câmara Municipal de Campina Grande durante protesto realizado na manhã de hoje por um grupo predominantemente formado por rapazes muito jovens sob a liderança do militante partidário Ari do PSOL.

Mais uma vez, um pequeno grupo, de cerca de uma dúzia de manifestantes, foi à Câmara Municipal apupar alguns vereadores e aplaudir outros. Mais uma vez, à frente do grupo estava um dos conhecidos sindicalistas que atuam em todas as manifestações na cidade desde o início do ano.

Sob a batuta de Ari, os jovens colaram vários cartazes, feitos com cartolina e lápis antes do início da sessão extraordinária para votação do passe livre para estudantes da rede municipal de ensino, alguns deles com termos de baixo calão e um provocando a ira dos vereadores.

Houve até intervenção da Polícia Militar, através do tenente-coronel Souza Neto, comandante do II BPM, para acalmar os ânimos, inclusive de alguns membros do grupo presente às galerias e que não pareciam se importar muito com a presença da polícia.

“Nós respeitamos todos os manifestos. As pessoas têm o direito de se expressarem como quiserem, mas a verdade é que hoje houve um exagero, uma verdadeira agressão a este parlamento, coisa que não podemos aceitar”, afirmou o presidente da Câmara Municipal, Nelson Gomes Filho.

Curiosamente, após a saída das equipes de televisão que cobriam a sessão extraordinária, o pequeno grupo de manifestantes se retirou da Câmara, sem sequer esperar pelo final da votação do passe livre.



Imagens: Josenildo Costa (CMCG

Nenhum comentário

.