Tião Gomes entrega a chave do PSL de Campina Grande a Cassiano Pascoal e joga a cópia fora

Como é de domínio público em toda a pequenina e heroica Paraíba, o deputado estadual Tião Gomes mantém absoluto controle sobre o Partido Nacional Liberal (PSL) no estado. Manda e desmanda, tira e bota, acende e apaga e ponto final. Pois bem. Confirmado tudo o que já se especulava, um gesto de Tião traz de volta ao partido e ao cenário político o jovem ex-vereador Cassiano Pascoal, que, candidato pelo PMDB, não conseguiu se reeleger em 2012.

Pouco ainda se sabe sobre o futuro de Cassiano, que, ao que tudo indica, está longe de desistir da política, mas, existe um fato certo e outro duvidoso. O certo é que Tião entregou o PSL ao ex-vereador e jogou a cópia das chaves – da sala à cozinha – fora. Tanto que Cassiano não apenas ficará com o comando da sigla em Campina Grande como ainda teve o poder de indicar todo o diretório.

Para tanto, fica evidente que os dois voltaram às boas de um passado não tão distante de uma relação que o próprio ex-vereador definiu várias vezes como de muito companheirismo e o ex-deputado como de muita amizade. Membro que foi da cúpula do governo de Veneziano Vital do Rêgo, Cassiano não circulava nos noticiários políticos desde o famoso rebu que provocou nas redes sociais, como todo paraibano há de se lembrar.

Tião Gomes, por outro lado, continua mais aliado do que nunca do governador Ricardo Coutinho (PSB). Daí, inclusive, surge o tal fato duvidoso: estará o jovem filho da ex-candidata a prefeita de Campina Grande pelo PMDB, Tatiana Medeiros, marchando para uma aproximação com Ricardo?

As respostas, a essa altura, ainda são incertas, embora tecer conjecturas seja inevitável. O que parece claro, porém, é que Cassiano Pascoal voltará a freqüentar com assiduidade o noticiário político cá por estas bandas serranas.

Nenhum comentário

.