Nelson diz desconhecer articulações para antecipar eleição da mesa diretora. Movimento seria liderado por Bruno

O vereador Nelson Gomes Filho (PRP), presidente da Câmara Municipal de Campina Grande, afirmou nesta terça-feira que desconhece completamente a existência de qualquer tipo de articulação com vistas a antecipar as eleições da mesa diretora, que só deverão (deveriam?) ocorrer daqui a quase dois anos.

“Se tem alguém que está querendo antecipar, parabéns para quem está querendo antecipar. Mas, não é meu pensamento. Já me foi perguntado se pretendo antecipar a eleição e eu fiz ver a vários companheiros que nesse momento não penso nisso, de maneira nenhuma”, declarou Nelson, dizendo-se surpreso com a informação.

O perrepista garante que, caso seja sondado, manterá a posição, ainda que seu nome volte a ser indicado para a presidência. “Hoje, não sou candidato à reeleição. Posso até pensar nisso depois, mas, agora, estou tentando somente organizar a Casa”, disse, deixando, de qualquer forma, a porta aberta e explicando que pretende ser candidato a deputado estadual em 2014.

Questionados, os vereadores Olímpio Oliveira (PMDB) e Napoleão Maracajá (PC do B) também afirmaram desconhecer as articulações para antecipação da escolha da mesa. Olímpio disse ainda não ter juízo formado sobre a questão, enquanto Maracajá mostrou-se contrário.

Nos corredores da Casa de Félix Araújo, conta-se da existência de uma movimentação, supostamente comandada pelo tucano Bruno Cunha Lima, que teria planos de antecipar a eleição, saindo candidato à presidência. Bruno só retirou de última hora seu nome da eleição que reconduziu Nelson para o terceiro mandato presidencial. Não foi possível ouvir o tucano, que não foi encontrado após o fim da sessão desta terça-feira.

Nenhum comentário

.