Cesta básica custa entre R$ 187 e R$ 213 em Campina Grande. Feijão continua em alta

A cesta básica em Campina Grande está custando pelo menos R$ 187,76. Os números são da pesquisa realizada pelo Procon Municipal neste mês de abril. O levantamento de preços aponta que os itens que compõem a cesta básica têm variação de 13,6%, quando comparados o menor (R$ 187,76) e o maior preço (R$ 213,31). Os itens foram listados de acordo com os menores valores de cada produto e foram encontradas variações significativas.

Conforme o consumidor já percebe nos supermercados, o maior custo para as famílias, de acordo com a pesquisa, tem sido nos itens de alimentação. Entre os produtos que apresentaram maiores variações estão: feijão, macarrão, farinha de mandioca, café, açúcar, fubá, óleo e margarina.

O quilo do feijão, produto indispensável na mesa dos brasileiros, continua em alta. O índice de variação é 110,09%, registrando preços que variam entre R$ 2,18 e R$ 4,58 no período. A farinha de mandioca também tem contribuído para o aumento de preço da cesta básica. O produto está sendo vendido nas prateleiras dos supermercados a preços que variam entre R$ 4,18 e R$ 6,75. Neste caso, a variação chega a 61,4%.

Já o açúcar apresenta índice de variação de preço de 46,5%, sendo vendido com valores entre R$ 1,29 e R$ 1,89. No caso do fubá, pacote com 500g, foi encontrada variação de 64%, tendo os preços oscilado entre R$ 0,64 e R$ 1,05.

O macarrão, pacote com 500g, pode ser adquirido por valores entre R$ 1,25 e R$ 1,95, variação de 56%. Já para o óleo de soja, garrafa com 900ml, a variação é de 43%, tendo preços oscilando entre R$ 2,79 e R$ 3,99.

Em relação às carnes, o quilo do frango congelado apresenta maior variação, sendo comercializado com valores entre R$ 4,98 e R$ 7,09, oscilação de 42,37%. Nos itens de higiene pesquisados, o papel higiênico continua com índices elevados. O produto apresenta variação de 127,2%, com preços variando entre R$ 0,99 e R$ 2,25.

A Pesquisa de cesta básica é elaborada mensalmente pelo Procon Municipal, sob a supervisão da Coordenadoria Executiva. A tabela completa, com todos os itens pesquisados nos doze principais estabelecimentos comerciais da cidade, encontra-se à disposição do consumidor campinense na sede do Procon, situado na Rua Afonso Campos, 304, 2º andar, Centro, e também através do endereço eletrônico: www.proconcg.pb.gov.br.

Codecom

Nenhum comentário

.