Vereadores Miguel Rodrigues e Sargento Régis disputam território em Bodocongó

Vereadores de primeiro mandato, o professor Miguel Rodrigues (PPS) e o Sargento Régis (PMN) são dois parlamentares cordatos e amistosos, membros, inclusive, da mesma bancada – a governista. Isso não impediu, todavia, o surgimento de uma rusga entre os dois, por conta da disputa de território no bairro de Bodocongó.

Miguel, que mora no bairro, teria se incomodado porque Régis vem apresentando requerimentos direcionados à região, a exemplo do pedido de instalação de uma praça em um terreno localizado em frente à igreja de São Pedro, no conjunto Severino Cabral. “Eu atuo naquela área há trinta anos e o Sargento Régis tem uma assessora que mora lá e essa assessora está levando o Sargento lá para a área”, comentou Miguel.

O parlamentar do PPS, entretanto, prefere não polemizar com o colega de bancada. “Até agradeço ao Sargento Régis pela ajuda que está me dando, porque é até uma forma de me acordar, de incentivar, de me estimular a trabalhar mais pela comunidade”, disse.

No entanto, confirma esperar que não haja invasão territorial. “O Sargento Régis não é um concorrente, é um amigo de bancada e lá no futuro eu creio que ele vai observar e ver que eu tenho mais vínculo com a comunidade, mais amizades, vários membros da minha família residem naquela área e ele não vai criar uma área de atritos”, concluiu.

O vereador Sargento Régis, por sua vez, também preferiu por panos quentes sobre o impasse. “Não há briga. Eu e o vereador Miguel chegaremos a um consenso. Miguel tem que se conscientizar que a praça é nossa, é do povo do Severino Cabral. Não é minha, nem é dele. Eu não quero briga com Miguel, quero só a amizade dele, é um companheiro”, afirmou o militar vereador.

Todavia, Régis também marca posição. “Miguel tem que se conscientizar que nós somos vereadores de Campina Grande. Eu tive 420 votos no Severino Cabral. E quero dizer a Miguel que o Severino Cabral não é dele, nem é meu, porque está aberto para receber todos os vereadores que queiram levar algum benefício para o bairro”, declarou.

Nenhum comentário

.