Justiça acolhe ação do Sinteps/CG e bloqueia créditos da Maranata junto à Secretaria de Saúde

Atendendo a ação proposta pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas Prestadoras de Serviço de Campina Grande (Sinteps/CG), o juiz da 2ª Vara do Trabalho, Marcelo Rodrigo Carniato, determinou o bloqueio e penhora de todos os créditos da empresa Maranata junto à Secretaria Municipal de Saúde, para assegurar o pagamento dos salários atrasados de cerca de 800 trabalhadores.

Na ação, os advogados do Sinteps/CG mostraram à Justiça que a Maranata tem demitido funcionários sem efetuar o pagamento das devidas indenizações trabalhistas, bem como incorrido em atraso de mais de três meses dos salários dos trabalhadores.

Na sentença, prolatada na última segunda-feira, o magistrado determina “a expedição de mandado de bloqueio e penhora de todos os créditos da requerida (a Maranata) perante a Secretaria de Saúde, que deverão ser depositados em conta judicial na Caixa Econômica Federal, à disposição deste juízo”.

“O valor a ser recebido pela Maranata, que fica agora bloqueado, é da ordem de cerca de R$ 3 milhões. São cerca de 800 funcionários prejudicados e que, dentro do processo principal, entraremos agora com processos individuais para que eles possam receber o que têm de direito”, explicou o vereador Alexandre do Sindicato, presidente do Sinteps/CG.

Alexandre lembrou que o processo não é direcionado contra a Prefeitura de Campina Grande, mas contra a empresa Maranata.
.
Assessoria

Nenhum comentário

.