Diálogo com a Energisa não avança e funcionários cruzam os braços nesta segunda-feira em 222 cidades

A tentativa de diálogo do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas da Paraíba (STIUPB) com a direção da Energisa Borborema não registrou qualquer avanço e, sendo assim, está mantida a deflagração da greve dos eletricitários em 222 dos 223 municípios do Estado a partir desta segunda-feira, 18.

De acordo com o presidente do sindicato, Wilton Maia, na última quinta-feira, 14, houve uma audiência de instrução no Tribunal Regional do Trabalho, em João Pessoa, mas a Energisa manteve-se intransigente, repetindo as mesmas propostas que apresenta à categoria desde setembro do ano passado.

O sindicalista explica que as propostas não atendem às reivindicações da categoria, que cobra da Energisa um tratamento isonômico entre funcionários do interior e da capital, fim das terceirizações de serviços e das demissões em massa.

Segundo Wilton Maia, atividades como corte e religação de energia, inspeções em geral, instalações de medidores, atendimento comercial nas agências e serviços de manutenção da rede elétrica serão afetados pela paralisação dos trabalhadores. Cruzarão os braços nesta segunda eletricistas, atendentes comerciais, leituristas, negociadores e pessoal do apoio administrativo da Energisa.

A única cidade que não será afetada é João Pessoa, onde os eletricitários são representados por outro sindicato.

Assessoria

Nenhum comentário

.