Gustavo Ribeiro se reúne com presidentes de Treze e Campinense para discutir convênios

O secretário de Juventude, Esporte e Lazer de Campina Grande, Gustavo Ribeiro, esteve reunido com os presidentes do Treze e do Campinense. O principal objetivo do encontro foi discutir o convênio firmado entre as equipes da cidade e a Prefeitura Municipal, na gestão anterior.

Pelo contrato vigente, Treze e Campinense deveriam receber do poder público municipal a quantia de 30 mil reais mensal. Em contrapartida, seria divulgada a marca da prefeitura em camisas, sites e em outros espaços ocupados pelas equipes. Segundo os dirigentes das agremiações, o repasse do convênio está com quatro meses de atraso deixados pela administração passada, o que soma a importância de 120 mil reais para cada equipe.

O Presidente do Treze Futebol Clube, Eduardo Medeiros, afirmou não ter dúvidas sobre a dívida da prefeitura com o clube: “as pessoas precisam saber que este contrato assinado entre a prefeitura e o clube é um documento que tem todo o respaldo jurídico, encerrando desta forma qualquer discussão”, completou.

Já William Simões, presidente do Campinense Clube, manifestou o mesmo pensamento sobre o contrato entre o Campinense e a prefeitura, afirmando que o município deve ao clube, visto que, existe um contrato vigente: “É inegável o atraso dos quatro meses de convênio, uma dívida que ficou da gestão passada”, arrematou.

O secretário Gustavo Ribeiro, assegurou aos representantes de Treze e Campinense, Eduardo Medeiros e William Simões, respectivamente que vai intermediar o diálogo entre os clubes e o prefeito, encaminhando a Romero Rodrigues o ofício dos times, na tentativa de encontrar uma saída para este impasse: “O convênio firmado entre a prefeitura e os clubes não foi feito pela Sejel, e sim, pela secretaria de desenvolvimento ecônomico. Mas, nada impede de entrarmos esta luta na busca por uma solução onde vai ganhar o futebol de Campina Grande”, pontuou o secretário.

Fonte: Codecom

Nenhum comentário

.