Chamada Escolar: começa hoje período de matrículas para escolas da rede municipal

A ação imediata da Secretaria Municipal de Educação no novo governo é a realização da Chamada Escolar. A partir desta segunda-feira, 07, todas as unidades escolares estarão efetuando matrícula de novatos e veteranos, com o ano letivo previsto para iniciar na primeira semana de fevereiro. O desafio é elevar o número de estudantes matriculados, uma vez que o diagnóstico atual é de uma curva decrescente nas matrículas efetuadas nos últimos anos.

As secretárias Verônica Bezerra, titular e Iolanda Barbosa, executiva, estão realizando uma investigação inicial, ouvindo os servidores que permanecem na Secretaria, coletando dados e confrontando informações. “O decréscimo nas matrículas é um dos elementos que identificamos no processo de investigação de dados e um dos problemas mais preocupantes. Um cenário que não se justifica porque nós temos um número crescente de crianças em idade escolar e uma curva inversa nas matrículas.”, avaliou a professora Iolanda Barbosa.

A Chamada Escolar acontece até o dia 31 de janeiro. A orientação das secretárias é para que os pais de alunos veteranos procurem a escola onde o filho estudou e efetuem a confirmação da matrícula. “Embora a matrícula seja automática para o aluno veterano, é preciso a confirmação dos pais.”, alertou Iolanda Barbosa.

Para os alunos novatos a documentação exigida inclui duas fotos 3x4, registro de nascimento e o histórico escolar para os casos de transferência. “A gente pede à sociedade que colabore. Procure a escola mais próxima e matricule seu filho.”, solicitou a secretária.

As secretárias estão preparando um relatório detalhado sobre a situação da educação no município que deverá dimensionar os problemas encontrados e subsidiar análises sobre os indicadores negativos registrados junto ao MEC.

UNIDADES ESCOLARES

De acordo com a secretária executiva, Iolanda Barbosa, há um conflito no que se refere ao real número de unidades escolares. Os dados registrados pelo MEC não coincidem com os números repassados pela gestão anterior que também divergem dos dados encontrados em relatórios internos da Secretaria. “ Temos 155 unidades escolares, que não estão necessariamente em pleno funcionamento. Estamos conferindo as informações com o que efetivamente existe, até porque  tem algumas escolas que estavam inoperantes.”, afirmou Iolanda.

A secretária informou que será efetuada uma visita a cada unidade escolar para conferir as condições de funcionamento de cada uma. De acordo com o calendário de visitação, o trabalho será iniciado na próxima semana. “Tem algumas escolas e creches que no discurso oficial estavam em reforma, mas já tivemos uma situação caótica com a Escola Assis Chateubriand, cujo o teto desabou nesta quinta-feira. A secretária Verônica de forma imediata deslocou uma equipe para a recuperação do espaço, mas diante do fato a gente já fica cauteloso em relação a essas reformas”, concluiu.

Fonte: Codecom

Nenhum comentário

.