Após alarde sobre redução da tarifa, conta de luz na área da Energisa Borborema subirá 7,56%

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou a revisão tarifária para a empresa Energisa Borborema, distribuidora de energia que atende mais de 150 mil consumidores em seis municípios paraibanos. O efeito médio que será aplicado para os consumidores será de 7,74%.

Significa que a partir do dia 3 de fevereiro, a conta de luz para consumidores residenciais atendidos por essa empresa ficará 7,56% mais alta.

Já indústrias e grandes consumidores, que fazem contratos de alta tensão, por sua vez, reajustarão suas tarifas em 7,84%.

DESCONTO

O reajuste aplicado pela Aneel ocorre cinco dias após a redução das tarifas, que beneficiou todo o Brasil por meio da renovação das concessões do setor elétrico, do corte de encargos e do aporte do governo de R$ 8,5 bilhões neste ano de 2012.

Desde 24 de janeiro, todos os consumidores brasileiros receberam desconto mínimo de 18% em seu consumo de energia. Para os clientes da CPFL Borborema, esse desconto foi exato, 18%.

Significa que, para um consumidor com vencimento da conta no dia 10 de cada mês, será preciso levar em consideração três valores para chegar ao valor final da conta pelo consumo.

O custo original da tarifa que vinha sendo aplicado, do dia 10 de janeiro ao dia 24 de janeiro; um custo 18% inferior pelo consumo do dia 24 de janeiro ao dia 03 de fevereiro. Do dia 03 de fevereiro até o dia 10, após o aumento desse reajuste aprovado, a redução aplicada será de 11,8%.

A partir da fatura do próximo mês, com vencimento em 10 de março, por exemplo, o custo da energia manterá apenas um padrão: desconto de 11,8%, para os consumidores residenciais.

Esse percentual de desconto, final para essa distribuidora, será mantido até o próximo reajuste, previsto para fevereiro de 2014.

Fonte: Folha

Nenhum comentário

.