PC do B vai compor governo de Romero mesmo sem adesão pública de Napoleão Maracajá

A cúpula do PC do B de Campina Grande esteve reunida no início desta semana com o prefeito eleito Romero Rodrigues (PSDB) e confirmou ao tucano que, independente da posição pessoal do vereador eleito da legenda, Napoleão Maracajá, vai se manter como partido aliado do governo.

Os comunistas ainda almejam um cargo no primeiro escalão da gestão municipal, com a pretensão, provavelmente, de indicar o nome da reitora Marlene Alves, que deixa a UEPB nesta quinta-feira. De qualquer forma, o certo é que alguns membros do partido deverão chegar ao segundo escalão.

No primeiro turno das eleições de outubro, o PC do B apoiou o prefeitável Guilherme Almeida (PSC), tendo, inclusive, indicado o nome do vice, Félix Araújo Neto. No segundo turno, a legenda declarou apoio ao tucano Romero Rodrigues, mas Napoleão Maracajá anunciou que manteria uma posição neutra.

Oficialmente, o parlamentar eleito deverá adotar na Câmara Municipal o mesmo discurso de neutralidade, embora, nos bastidores, seja dado como nome da base governista.

Nenhum comentário

.