PC do B ocupará cargo no primeiro escalão do governo Romero e alas do partido vão à guerra

O blog revelou, na semana passada, que o PC do B de Campina Grande vai mesmo manter uma posição governista em relação à gestão do prefeito eleito Romero Rodrigues (PSDB). A decisão, confirmada após reunião entre membros da cúpula comunista e o tucano, não teria incluído o vereador eleito do partido, Napoleão Maracajá, que garante que manterá uma posição de neutralidade na Câmara.

Prontamente, a ala comunista contrária à aliança com o PSDB enviou nota ao blog, assinada pelo diretoriano José do Nascimento Coelho, informando que o acordo não teria validade e que quem figurar no governo de Romero deverá pedir desfiliação do PC do B.

Pois bem. Segundo informações recebidas pelo blog, a despeito da posição de Coelho, os comunistas deverão participar ativamente da gestão de Romero Rodrigues, inclusive comandando uma secretaria. O nome do secretário será anunciado pelo prefeito diplomado na próxima semana.

Esse encaminhamento vai atiçar a guerra interna no PC do B, que ficará pequeno para acomodar os dois grupos. Alguém vai ter que ceder. Ou sair.

Nenhum comentário

.