Contrariando Daniella, Enivaldo diz que não proibirá filiado do PP de participar do governo Romero

Ser ou não ser (governo): eis a questão (do PP)

Nos bastidores políticos de Campina Grande, é dada como coisa certa a participação de um membro do Partido Progressista (PP), legenda da deputada estadual e ex-prefeitável Daniella Ribeiro, no governo do tucano Romero Rodrigues.

Daniella, que durante e após a campanha apontou tanto Romero quanto sua adversária no segundo turno como “instrumentos dos seus tutores”, seria contra a presença do PP na futura gestão. Até porque essa presença contrariaria seu discurso. Mas, o ex-prefeito Enivaldo Ribeiro, pai da deputada e presidente do PP, teria outro entendimento.

Segundo informações do radialista Edson Pereira, que tem programa na Rádio Cariri, emissora da família Ribeiro, Enivaldo afirmou que “não indicará ninguém para a administração de Romero Rodrigues, mas não vai impedir nem proibir nenhum dos seus filiados que, por ventura, venham a ser convidados a participar da administração”.

“Vivemos em uma democracia e não nos cabe proibir nenhum filiado de ser aproveitado na administração do prefeito eleito. Muitos dos nossos partidários votaram nele e, por isso, podem e devem almejar participar do governo. Apenas o PP não participará”, disse o presidente do PP, segundo Edson.

Enivaldo, contudo, teria garantido que “se houver convite para algum filiado nosso, ele será individualizado, sem a nossa interferência e participação partidária”. O convite, segundo as informações circulantes na Rainha da Borborema, já teria sido feito. E aceito.

Nenhum comentário

.