Hora da morte: Vereador eleito revela que a Semas suspendeu doações de caixões para carentes

O vereador eleito Marinaldo Cardoso (PRB) revelou hoje, em emissoras da cidade, que a Secretaria de Assistência Social (Semas) suspendeu a doação de caixões para sepultamento de pessoas carentes. “As famílias que estão perdendo seus entes queridos, famílias carentes que não têm como conseguir o ataúde, e, infelizmente, a prefeitura, através da Semas, suspendeu o programa”, afirmou Marinaldo.

O vereador eleito mostrou-se preocupado com os efeitos da manutenção da suspensão. “Esse é um programa que já existe há muitos anos e é muito importante. Eu, que atuo nas comunidades carentes, vejo que é necessário, há uma demanda muito grande. Trata-se até de uma questão de urgência. Falta ainda mais de um mês para que o prefeito Romero assuma. E, durante esse período, as famílias que perderem seus entes queridos, como ficará a situação dessas pessoas?”, questionou.

Segundo Marinaldo, nesta quinta-feira, foi preciso apelar para uma cota entre vizinhos para sepultar uma senhora. “Hoje mesmo já passamos por uma situação constrangedora. Uma senhora faleceu no bairro do Centenário, a família carente, tivemos que submeter à ajuda dos amigos para adquirir o ataúde para que essa pessoa fosse sepultada”, revelou.

Por fim, Marinaldo Cardoso fez um apelo à prefeitura. “Peço a intervenção, a sensibilidade do secretário da Semas, para que possa encontrar meios para que o novo prefeito assuma, não deixe essas famílias padecerem. Independente de política, essa é uma questão essencial”, ponderou.

Nenhum comentário

.