Haja muído: Véspera da eleição poderá ter chuva de pesquisas em Campina Grande

Cinco pesquisas de intenção de votos foram registradas no Tribunal Regional Eleitoral com previsão de serem divulgadas às vésperas do primeiro turno das eleições na Rainha da Borborema. Os dados estão disponíveis no portal do Tribunal Superior Eleitoral. Portanto, certeza de polêmica nessa reta final do primeiro tempo da disputa.

A primeira pesquisa foi registrada pelo instituto Consult, contratado pelo Jornal Correio da Paraíba (por R$ 10 mil), e pretende ouvir 855 eleitores em 33 bairros da cidade, entre os dias de hoje e de amanhã. A margem de erro será de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Já a TV Paraíba contratou o Ibope, ao custo de R$ 32.5 mil. O instituto está entrevistando 602 pessoas (não foi informado em quantos bairros).

O portal PB Agora fechou parceria, mais uma vez, com o instituto Datavox. De acordo com as informações prestadas ao TRE, a pesquisa custará R$ 5 mil e o site arcará com metade do valor – a outra fica por conta do próprio instituto. O Datavox vai ouvir 709 eleitores.

Também estará realizando pesquisa o 6Sigma, novamente contratado pela Rádio Campina FM, ao custo de R$ 10 mil. O 6Sigma pretende entrevistar 2500 eleitores, em quarenta bairros de Campina Grande. Com isso, prevê uma margem máxima de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Uma empresa pouco conhecida também registrou pesquisa de intenção de votos para a cidade. Trata-se do Metanalise Estatísticas, que informou que ouvirá 2500 pessoas. O instituto foi contrato por uma pessoa física, segundo os dados do TSE, identificada apenas como Rodrigo Ramos.

Um comentário

Paulo Gomes disse...

Estamos presenciando a afirmação do que podemos chamar de Indústria da Pesquisa Eleitoral. Para que (ou quem) serve na verdade este tipo de pesquisa? Temos visto algumas delas tendenciosas, mentirosas e MUITAS providencialmente contratada$$$. Não seria a hora de questionar a existência deste tipo de péssimo serviço prestado à democracia? Estas pesquisas são mesmo necessárias? A verdadeira democracia agradeceria penhorada a sua saída da cena eleitoral.

.