Romero Rodrigues quebra domínio de 30 anos do PMDB e é o novo prefeito de Campina Grande

O deputado federal tucano Romero Rodrigues Veiga, de 46 anos, é o novo prefeito de Campina Grande. Candidato da coligação “Por amor a Campina”, o engenheiro agrônomo, que já foi quatro vezes vereador e deputado estadual, somou 130.106 votos, o equivalente a (59,14%) do total válido, contra 89.887 (40,86%) da adversária, a peemedebista Tatiana Medeiros, da coligação “Campina segue em frente”. Uma diferença de 40.219 votos.

A abstenção foi de 15,62%, uma ausência de 43.756 eleitores (no primeiro turno foi de 41.889, 14,95%). Brancos somaram 5.198 (2,2%) e nulos foram 11.260 (4,7%). No primeiro turno, brancos foram 7.637 (3,2%) e nulos, 13.365 (5,6%).

Com a vitória, o tucano quebra uma história de trinta anos e sete eleições de hegemonia do PMDB em Campina Grande. Desde 1982, quando Ronaldo Cunha Lima foi eleito pelo partido, nos estertores da ditadura, só o PMDB vencia eleições na cidade: Cássio Cunha Lima (1988), Félix Araújo Filho (1992), Cássio Cunha Lima (1996 e 2000), Veneziano Vital do Rêgo (2004 e 2008).

Em sua primeira fala após o resultado das urnas, o prefeito eleito prometeu trabalhar pela pacificação da cidade. “Nosso objetivo é o futuro. O passado já passou. Aquilo que foi feito de forma equivocada nós vamos consertar, o que de bom foi feito nós vamos aperfeiçoar e construir uma cidade mais humana, mais fraterna para todos os campinenses”, declarou Romero.

Nenhum comentário

.