Quatrocentos homens do Exército estarão em CG para reforçar segurança das eleições

Os homens do Exército que reforçarão a segurança durante o período eleitoral em Campina Grande já deverão estar nas ruas a partir do fim da tarde desta sexta-feira. A vinda das tropas federais foi autorizada pelo O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no dia 19 de setembro, atendendo à requisição feita por três dos quatro juízes titulares das zonas eleitorais sediadas na Rainha da Borborema.

Foi pedido que as tropas entrassem em ação já nos dez dias que antecedem à votação, mas o TSE julgou desnecessária a antecipação do envio. Durante todo o dia de amanhã, além de se manterem posicionados em diversos pontos estratégicos da cidade, os militares também deverão circular por áreas pré-determinadas pelo comando, com o objetivo de realizar um trabalho ostensivo que iniba práticas vedadas pela legislação eleitoral.

Além de Campina Grande, o Exército vai reforçar a segurança nos municípios enquadrados na 16ª Zona (Massaranduba), 71ª (Lagoa Seca) e 72ª (Boa Vista). Os distritos também receberão o reforço. Ao todo, cerca de 400 homens estarão nas ruas. Desse total, 250 são do 31º Batalhão de Infantaria Motorizado, que tem sede na cidade, e outros 150 do 16º Regimento de Cavalaria Mecanizada, sediado em Bayeux.

Somente o juiz Giovanni Magalhães Porto, da 71ª Zona Eleitoral, não subscreveu o pedido de segurança auxiliar para o processo eleitoral deste ano. O documento foi assinado por Cláudio Antônio de Carvalho Xavier (da 16ª Zona Eleitoral), Ruy Jander Teixeira (17ª) e Eloy Jorge Trindade (72ª).

Ao remeter o pedido à corte estadual, o juiz Cláudio Xavier explicou que a medida era basicamente preventiva, adotada a partir do histórico das campanhas em Campina Grande. “Fizemos uma análise das últimas eleições em Campina e verificamos que havia um histórico de acirramento.

Por uma medida de prevenção, decidimos solicitar ao Tribunal Regional Eleitoral as tropas federais para dar um reforço ao aparato policial nos dias que antecedem às eleições e principalmente no dia do pleito, para garantir a segurança do pleito e dos cidadãos de um modo geral”, explicou. Entre os candidatos, a presença das tropas federais divide opinião.

No entanto, o Exército esteve em Campina Grande nos dois últimos pleitos municipais, e também nas últimas eleições gerais.

Nenhum comentário

.