Prefeitáveis “miram” em Romero Rodrigues na última semana de campanha

Parte dos candidatos a prefeito de Campina Grande começou a semana aumentando o bombardeio contra o prefeitável tucano Romero Rodrigues, da coligação “Por amor a Campina”, que aparece liderando as pesquisas de intenção de votos realizadas por vários institutos. Tatiana Medeiros (PMDB), da coligação “Campina segue em frente”, adotou uma estratégia que Daniella Ribeiro (PP), da coligação “Pra Campina crescer em paz”, já vem usando há algumas semanas: acusar Romero de ser inimigo do Governo Federal.

A própria peemedebista fez a "acusação" em seu guia de ontem. “O programa do PSDB continua proliferando inverdades para o povo campinense. Agora diz que Romero não é brigado com ninguém. Vamos jogar limpo. O partido de Romero faz oposição ao governo Dilma, que faz muito pelo nosso povo”, afirmou Tatiana.

Daniella vem repetidamente declarando que Romero, por pertencer ao principal partido de oposição ao governo de Dilma Rousseff, não seria capaz de manter uma relação institucional produtiva para Campina. “Romero repete o tempo todo que não é brigado com ninguém. Tenta esconder que não tem autoridade para cobrar do Governo Federal, que sempre combateu”, diz uma inserção da prefeitável pepista.

Aliás, Daniella busca potencializar seu nome junto ao eleitorado, lembrando que o irmão, Aguinaldo Ribeiro, é ministro das Cidades. Aguinaldo, por sinal, voltou a aparecer no programa na televisão da irmã.

Já o candidato Artur Bolinha, do PTB, preferiu uma estratégia curiosa. Elogiou Romero, afirmando que o tucano é um dos melhores nomes do estado na Câmara Federal, e que, se for eleito prefeito, a cidade perderá um representante no Congresso. “Se Romero for eleito, quem assume é o Major Fábio, que é de João Pessoa”, disse Bolinha no guia do rádio.

Respondendo às críticas dos adversários, em seu programa da TV, Romero reafirmou que “não é brigado com ninguém”. As apresentadoras do guia televisivo ponderaram que, para administrar Campina Grande, “é preciso apostar no entendimento e na harmonia, no fim de brigas e divisões”. E acrescentam: “Romero vai buscar parcerias onde for necessário porque não quer brigas e não é brigado com ninguém”.

O discurso foi repetido pelo próprio prefeitável tucano. “Como não sou brigado com ninguém, vou buscar parcerias onde for preciso para atender aos interesses de Campina”, afirmou, lembrando em seguida que, como deputado, destinou emendas para a cidade, inclusive para o São João, mesmo o prefeito sendo de outro grupo. “É preciso inovar também nas práticas políticas. Campina precisa ser referência de democracia”, concluiu.

Nenhum comentário

.