Em nota, sindicato condena agressões contra jornalista e cobra punição

 
NOTA DE REPÚDIIO

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais da Paraíba vem a público repudiar as agressões sofridas pelo jornalista Márcio Rangel, na noite desta segunda-feira (8), em Lagoa Seca, e cobrar das autoridades competentes a devida punição àqueles que tiveram este ato desprezível. Reafirmamos a nossa luta em defesa da liberdade de expressão para o exercício da profissão, como garantia para que, em nenhum momento, a democracia seja ameaçada.

A entidade sindical condena toda e qualquer agressão aos profissionais de imprensa, seja ela por motivação de qualquer ordem. No exercício da profissão, o jornalista não pode ser coagido, intimidado, nem agredido por realizar sua função, seja em qual cargo for que integra a área jornalística. A violência sofrida pelo jornalista Márcio Rangel acaba por ser uma violência a toda a categoria que trabalha com a finalidade de transmitir informação, fortalecendo a democracia brasileira.

Tatiana Brandão
Vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas da Paraíba

Nenhum comentário

.