Presenças de Lula e Dilma no guia deixam ala petista ainda mais enfezada e prometendo “troco”

O marketing da candidata a prefeita Tatiana Medeiros (PMDB), da coligação “Campina segue em frente”, tem explorado bastante as declarações da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Luiz Inácio Lula, que gravaram para o guia da prefeitável, assim como fez o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Além do rádio, da televisão e da internet, as mensagens de Lula e Dilma têm sido repercutidas em toda a cidade, por meio de carros de som. A estratégia ainda inclui apontar o tucano Romero Rodrigues, da coligação “Por amor a Campina”, como inimigo da presidente e do ex, já que o PSDB é o principal partido de oposição ao governo do PT.

Aliados de Romero ironizam a influência do apoio da presidente da República, lembrando que no pleito de 2010 Dilma foi apenas a terceira mais votada em Campina Grande, ficando atrás do tucano José Serra e de Marina Silva, então no PV.

Mas, o fato é que a aparição dos dois ícones do partido da estrela na propaganda do PMDB, depois dos conflitos do primeiro turno, parece ter enfezado ainda mais os petistas que romperam com a gestão municipal este ano. Alguns, como o professor Pedro Lúcio, declaram abertamente que não atenderão a Dilma e Lula, e votarão em Romero.

A guerra nunca foi tão violenta no PT de Campina Grande. E olhem que de guerra interna o PT entende como ninguém!

Nenhum comentário

.