Ala aponta "avacalhamento" no PT/CG, fustiga Alexandre Almeida e repudia omissão de Rodrigo Soares

A nota abaixo foi remetida à imprensa pelo petista Vladimir Chaves, dirigentes estadual do PT e coordenador estadual da tendência Democracia Socialista. Veja o texto, que o blog reproduz na íntegra:

NOTA À POPULAÇÃO DE CAMPINA GRANDE

Nós, militantes e dirigentes do Partido dos Trabalhadores em Campina Grande,  integrantes da tendência Democracia Socialista (DS), vimos de público repudiar a judicialização das decisões partidárias comandadas pelo senhor Alexandre Almeida, no processo eleitoral de Campina Grande em primeiro turno.

Judicialização essa que provocou prejuízos insanáveis ao PT em nível local. Já que o projeto político do senhor Alexandre Almeida e seu pequeno grupo de seguidores não só foi rechaçado pela maioria absoluta dos dirigentes, militantes e lideranças do PT, assim como por mais de 98% do eleitorado campinense.

Como se não bastasse a judicialização do processo eleitoral em primeiro turno, o senhor Alexandre Almeida, agora no segundo turno, contando com a omissão do presidente estadual RODRIGO SOARES, e o acovardamento de uma parcela de dirigentes do PT municipal, promoveu um GOLPE institucional no PT Municipal, e sem nenhum respaldo LEGAL E MORAL destituiu a EXECUTIVA MUNICIPAL eleita democraticamente e em acordo com o Estatuto do PT, nomeando uma pseuda executiva Que, de forma atabalhoada e subserviente aos interesses políticos de grupos locais, declaram apoio à candidata do PMDB, sem que tivesse havido qualquer discussão com a base do partido e suas forças políticas, como determina o Estatuto e suas tradições democráticas.

Diante do exposto;

1 – Nós, da tendência Democracia Socialista, repudiamos de público todas as arbitrariedades e ilicitudes cometidas pelo senhor Alexandre Almeida e o seu pequeno grupo de seguidores, a maioria destes ocupando cargos de confiança no atual governo municipal, o que justifica a subserviência aos interesses do PMDB local;

2 - Repudiamos de público a omissão do presidente estadual do PT, o companheiro RODRIGO SOARES, a quem cabia de imediato e em acordo com o Estatuto interferir no avacalhamento patrocinado contra o PT de Campina Grande;

3 - Que não nos curvaremos aos GOLPISTAS e que todas as decisões ilegais e amorais tomadas por essa pseuda executiva não será acatada por nós e nossa militância;

4 - Afirmar que nenhum dos dois projetos em disputa neste segundo turno em Campina Grande nos representa;

5 - Recomendamos a todos (as) a dizerem NÃO no dia 28 de outubro aos que ousaram USURPAR as nossas regras estatutárias, as nossas tradições democráticas e a nossa democracia interna do PT, objetivando fazer do partido uma legenda de aluguel a serviço de projetos alheios aos interesses das lideranças, dirigentes e militantes do PT;

6- Registrar a nossa solidariedade ao companheiro Luís Inácio Lula da Silva, que foi impedido via judicial de declarar sua preferência nas eleições municipais de Campina Grande, bem como aos companheiros Basílio Carneiro e Ana Paula Brito, que foram processados por terem repercutido nas redes sociais o vídeo em que o companheiro LULA, liderança maior do PT, declarava sua preferência pela então candidata a prefeita Daniella Ribeiro;

7 - Encaminhar todas as ilicitudes cometidas pelos GOLPISTAS à Direção Nacional do PT, cobrando o imediato restabelecimento da DEMOCRACIA e consequentemente o cumprimento do que determina o Estatuto e o Código de Ética do PARTIDO DOS TRABALHADORES;

8- Solicitar da Direção Nacional abertura de processo disciplinar contra todos os GOLPISTAS que se insurgiram contra os princípios da democracia, do ESTATUTO e CÓDIGO DE ÉTICA DO PT;

9- Convocar todos (as) os companheiros (as) militantes, dirigentes e simpatizantes da causa petista em Campina Grande a se engajarem na campanha do companheiro LUCIANO CARTAXO em João Pessoa.

Campina Grande, 12 de outubro de 2012

COORDENAÇÃO ESTADUAL DA DEMOCRACIA SOCIALISTA

Nenhum comentário

.