Queimadas: Filha de militante que pediu rigor na apuração do estupro coletivo segue desaparecida

O deputado federal Luiz Couto (PT) se encontra nesta sexta-feira (28), às 17h, com o Secretário de Segurança Pública e Defesa Social da Paraíba, Cláudio Lima, para tratar do desaparecimento de Ana Alice de Macedo Valentim (foto), 16 anos, que reside no Sítio Bodopitá, em Queimadas, município do Agreste paraibano. Ela sumiu no dia 19 deste mês quando retornava da escola.

Representantes do Pólo Sindical e das Organizações da Agricultura Familiar da Borborema; ASPTA (Assessoria e Serviços a Projetos em Agricultura Alternativa); CPT (Comissão Pastoral da Terra); PATAC (Programa de Aplicação de Tecnologia Apropriada às Comunidades); ASA/PB (Articulação do Semiárido Paraibano); Agricultura Familiar e Agroecologia; e do Coletivo Campo e Cidade acompanham o parlamentar na audiência com o secretário.

Luiz Couto disse que também vai levar o caso ao governador do estado, Ricardo Coutinho, e à ministra da Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República, Maria do Rosário Nunes, para as providências cabíveis, bem como ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, para que determine a entrada da Polícia Federal nas investigações.

O deputado lembrou que no último dia 13 a CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito), que investiga a violência contra as mulheres do Congresso Nacional, esteve em Queimadas para ouvir vítimas e familiares do estupro coletivo, ocorrido na cidade em fevereiro deste ano.

“Um detalhe que chama a atenção e que preocupa bastante é que, na ocasião, a mãe da jovem desaparecida, Angineide Macedo, uma militante dos direitos humanos, cobrou solução para o fato que resultou na morte de duas das cinco mulheres que sofreram a barbárie”, destacou.

Luiz Couto Assessoria

Nenhum comentário

.