Eleições UEPB: Rangel, Andrade e Eliana formam lista tríplice que será enviada a Ricardo Coutinho

O Conselho Universitário (Consuni) e o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) da Universidade Estadual da Paraíba aprovaram, por unanimidade, a lista tríplice que será encaminhada ao governador do estado, contendo os nomes dos candidatos mais votados na consulta prévia para escolha do novo reitor da Instituição.

A lista contém os nomes dos professores Rangel Junior e José Etham, que obtiveram 50,57% dos votos; Cristóvão Andrade e Fábio Agra Medeiros, que registraram 21,17% dos votos; e Eliana Maia e Juracy Régis, que tiveram 13,47% do total de sufrágios. O documento será enviado ao Executivo Estadual para que o governador nomeie o novo reitor, que irá administrar a Universidade durante o quadriênio 2012-2016 e terá seu mandato iniciado no dia 13 de dezembro deste ano.

Os conselheiros também aprovaram a ata da última reunião, que homologou o resultado da consulta prévia. Além disso, o presidente da reunião, professor Aldo Maciel, vice-reitor da UEPB, deu posse aos novos conselheiros do Consepe. Representando os docentes foram empossados os professores Juracy Régis, coordenador do Centro de Ciências e Tecnologia (CCT), e Fábio de Souza, do Campus de Monteiro. Representando o corpo discente foram empossados os estudantes Raquel de Souza, Igor Wesley Losaco, Jonathans Romualdo, Lankaster Oliveira e Sara Costa da Silva.

Único dos nomes da lista tríplice a fazer uso da palavra durante a reunião, o professor Rangel Junior leu uma mensagem na qual fala sobre o pleito realizado no último mês de maio.

A Universidade Estadual da Paraíba realizou, em maio de 2012, a maior e mais disputada eleição de sua história. Pela primeira vez em sete pleitos, mais de três chapas se inscreveram e submeteram seus projetos, planos e propostas ao crivo da comunidade universitária. Foram cinco chapas.

Honra-nos, sobretudo, o fato de termos acompanhado este processo democrático desde o seu nascedouro, nos anos 80, quando lutamos pela redemocratização do país, destacadamente, a luta por eleições diretas para presidente da República, governador, prefeito e para os cargos do legislativo. No contexto deste movimento maior, as universidades brasileiras e, particularmente, nós aqui na UEPB, travamos também uma batalha pela escolha direta dos seus dirigentes, desde as coordenações de cursos aos cargos maiores, de reitoria e vice-reitoria.

Alegra-nos neste momento, olhar para o passado e constatar a grande conquista obtida e que aqueles processos democráticos de escolha dos seus dirigentes tenham se instituído como cultura em nosso país e em nossa instituição, de modo que, a cada dia, vemos que a participação da comunidade tem se efetivado de forma também educativa, pedagógica, cidadã, livre e soberana.

Desta forma, honrando esta tradição de quase três décadas, mais ainda num momento em que o país se consolida como uma democracia forte, que dá significativos sinais para o mundo como exemplo de nação republicana, propugnamos pela preservação desta tradição política no âmago da nossa instituição, para que possamos continuar trilhando este caminho, cotidianamente construído.

Acreditamos na vontade pessoal de cada um dos insignes conselheiros e conselheiras, na vontade coletiva destes egrégios conselhos, no sentido do fortalecimento político institucional, da consolidação de bandeiras e práticas historicamente instituídas em respeito ao processo democrático de escolha pela comunidade, referendando na formação da lista tríplice os resultados do último pleito, já homologado pelo Consuni.

Na condição de chapa vitoriosa, consagrada nas urnas por mais de 50% da comunidade universitária da UEPB, agradecemos pela confiança e nos comprometemos a honrar todos os compromissos anteriormente assumidos perante a instituição e confiamos plenamente que o excelentíssimo senhor governador do Estado da Paraíba, também formado naquelas lutas retro mencionadas e comprometido com a epopeia democrática do povo brasileiro, nomeará aqueles que representam os anseios da expressiva maioria, contribuindo também para o fortalecimento da democracia, da autonomia universitária e da cidadania na UEPB e na Paraíba”.

Fonte: Assessoria

Nenhum comentário

.