Romero Rodrigues promete priorizar as crianças, os jovens, as mulheres e idosos

Fonte: Assessoria

O deputado federal e prefeitável engenheiro Romero Rodrigues afirmou que as crianças, os jovens e as mulheres terão prioridade em sua administração à frente da Prefeitura Municipal de Campina Grande, pondo em práticas políticas que hoje são não implantadas pela Administração municipal. Também buscará formas de desenvolver políticas em favor dos homens e das pessoas da terceira idade, que, segundo ele, são recebem benefícios da Administração do Município.

Ele recorda do evento promovido pelo Ministério Público em Campina Grande, quando acentuou que é a favor do desenvolvimento pleno de políticas públicas voltadas para o respeito e o reconhecimento dos direitos das crianças, dos adolescentes e da sociedade como um todo.

Acentuou que chegando à Prefeitura Municipal de Campina Grande não apenas cumprirá com o que já delineia o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), como também desenvolverá outras ações para beneficiar toda a população da cidade, as crianças e os jovens dos Distritos e Zona Rural campinense. Segundo ele, infelizmente essa população não tem sido contemplada pelos que administram Campina Grande, durante esses oito anos. Mas que pretende mudar essa realidade.

Romero garantiu que as questões relacionadas às crianças e aos adolescentes serão prioritárias. Ele elogiou a ação do Ministério Público, parabenizando os promotores Herbert Targino e Bertrand Asfora, e demais servidores dessa instituição, além dos Conselhos Tutelares.

Romero assinou um Termo de Compromisso proposto pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB), na sede da instituição, no Complexo Judiciário do bairro da Liberdade. O Termo de Compromisso elaborado pelo promotor de Justiça Herbert Targino, da Infância e Adolescência e Educação de Campina Grande, é composto de igual número de itens. Dentre eles está o que garante condições efetivas para que o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente elabore e controle a execução de políticas da área, tomando como referência o diagnóstico da situação da comunidade infanto-juvenil de Campina Grande.

Para que essa e outras metas sejam alcançadas, de acordo com o documento do Ministério Público, o município terá que garantir recursos no seu orçamento destinados às políticas públicas que viabilizem o efetivo funcionamento dos conselhos de direitos e tutelares, com a formação de novos conselheiros, e direcionar verbas para o Fundo dos Direitos da Criança e do Adolescente, inclusive, com definição de percentual.

Nenhum comentário

.