Prefeito de Pocinhos critica gastos elevados com São João

O prefeito da cidade de Pocinhos, Artur Galdino (PSDB), fez duras críticas aos gestores municipais de cidades atingidas pela estiagem que estão contratando grupos musicais e artistas famosos – e de cachê elevado – para as festividades juninas. Segundo ele, até municípios que já decretaram estado de calamidade pública por conta da seca estariam torrando recursos com bandas.

“É uma contradição. Por isso, nós, que também decretamos estado de calamidade, reduzimos a nossa programação, para ter coerência, porque nós estamos até hoje arcando com todo esse efeito da seca em Pocinhos”, comentou Artur Galdino.

No entendimento do prefeito de Pocinhos, além de atender às demandas geradas pela falta de chuvas, há outras prioridades que se impõem. “A gente acha que é mais importante ter uma saúde de qualidade do que trazer uma (banda) Garota Safada de R$ 200 mil, Aviões do Forró, que nessa época do São João custa mais de R$ 250 mil, ou Zezé di Camargo e Luciano, Chiclete com Banana ou uma Cláudia Leite. É meu pensamento. Eu sou jovem, gosto de festa, mas, acima de tudo, a gente tem que pensar no que é melhor para nossa cidade”, comparou Artur, que tem 28 anos.

Segundo o gestor pocinhense, a seca comprometeu drasticamente a produção rural, inclusive do produto típico do período junino. “O milho em Pocinhos não se tem mais. Nessa época já deveria haver muito milho em nossa cidade e, em decorrência dessas chuvas que não vieram, não há”, lamentou. Ele também criticou a falta de um socorro mais efetivo por parte do Governo Federal e o volume de recursos para socorrer estados afetados pela estiagem.

“A presidente Dilma, em reunião com os governadores, disse que ia destinar R$ 2,7 bilhões. Mas, até agora, o que foi passado para a Paraíba, foram apenas R$ 10 milhões. Por que a Paraíba sempre é discriminada? Em R$ 2,7 bilhões, até agora só R$ 10 milhões para a Paraíba? E para dividir esse dinheiro para mais de 195 municípios. Mas, estamos aguardando que esses recursos cheguem”, disse.

Artur Galdino, que é sobrinho do deputado estadual licenciado e secretário de Estado Adriano Galdino, confirmou que será candidato à reeleição.

Nenhum comentário

.