Para o PMDB, Guilherme Almeida deixou de ser um aliado a menos e se tornou uma ameaça a mais

Até bem pouco tempo atrás, o deputado estadual Guilherme Almeida (PSC), ao insistir na manutenção da sua pré-candidatura a prefeito, era visto nas hostes peemedebistas apenas como mais um aliado que deixaria de integrar a sofrida base do partido para o pleito de outubro.

Nas últimas semanas, contudo, o neto de Elpídio de Almeida ganhou reforço com o aporte do PC do B, e pode engrossar ainda mais sua postulação com a chegada de outros partidos. Mas, não foi só isso. A posição política e pessoal de Guilherme nitidamente mudou.

Há alguns meses, o prefeitável ainda se portava como aliado do Palácio do Bispo. Defendia publicamente que o prefeito Veneziano Vital do Rêgo poderia subir em mais de um palanque e, embora avisasse que seria candidato com ou sem o apoio do cacique peemedebista, não negava que desejava seu apoio.

As coisas mudaram. As manobras de bastidores contra o projeto do deputado encontraram uma resposta dura e o recado de que, se efetivadas, teriam como efeito conseqüências drásticas. Guilherme bateu o pé. Quem pensou que o neto de Argemiro de Figueiredo era mais um subalterno, quebrou a cara.

Hoje, o pré-candidato sonha com o segundo turno e, para isso, o primeiro adversário a superar será justamente o PMDB. Se conseguir, pode pegar um vácuo, favorecido por características que beneficiam seu nome, para tentar chegar à segunda etapa da disputa.

É difícil, mas pelas particularidades das eleições deste ano, sobretudo a quebra da polarização entre dois grupos, ninguém pode dizer que seja impossível.

2 comentários

Maria de Lourdes disse...

Aliado, Sr. Lenildo, é uma via de duas mãos. Guilherme sempre apoiou o PMDB em Campina e na Paraíba. Era e é o candidato natural do grupo peemedebista que hoje ocupa o poder com sua ajuda. Foi descartado por esse grupo por ser indepemdente, ter visão própria e não subalterna. Assim. ele não é ameaça, é sim, a esperança de uma administração mais profícua e correta, para a cidade, o município e seu povo. Simplesmente porque é o mais capaz, leal e honesto.

Lenildo Ferreira disse...

Dona Maria, o texto mostra que Guilherme pode ser uma ameaça ao PMDB, pelo fato de que ele pode ser mais um nome a superar a candidata peemedebista. O texto não nega, pelo contrário, destaca as características que a senhora exaltou. Obrigado pela leitura

.