Suposto ativista insulta Pereira e é repreendido por vereadores. João Dantas classifica ato como molecagem


O professor Jair Silva, que se apresenta como coordenador do movimento negro em Campina Grande, provocou constrangimento e deixou indignados os vereadores durante a sessão de ontem na Câmara Municipal. Jair pediu à direção do legislativo para ter espaço na chamada tribuna livre, que faculta a representantes de movimentos e entidades até vinte minutos para apresentarem seus pleitos aos poderes públicos. O ativista chegou atrasado e, no fim da sua fala, dirigiu-se, em tom de acusação, ao vereador Antônio Pereira (PMDB).

A agressão foi coibida por Pimentel Filho (PMDB). “Respeite os vereadores dessa casa! Respeite e retire-se da tribuna!”, determinou. Outros vereadores condenaram, com veemência, o comportamento do suposto ativista. Ivonete Ludgério recomendou tratamento psicológico. Mas, a resposta mais contundente veio de João Dantas (PSD).

Nenhum comentário

.