“Revoltado e frustrado”, torcedor de 68 anos diz que “mundo de ilusão e sujeira tomou conta do mais glorioso clube da Paraíba”

O blog recebeu, por e-mail, o desabafo de um torcedor de 68 anos, lamentando e repudiando os fatos ocorridos na tarde e noite de ontem no estádio O Amigão. Embora o futebol não seja uma pauta da linha do blog, resolvemos publicar o e-mail, tanto por seu relevante conteúdo, quanto pelo fato de serem os nossos times patrimônios de Campina Grande – e tudo o que se refere a nossa cidade é relevante e interessante. As palavras de seu Paulo certamente expressam o sentimento legítimo de muitos torcedores do Campinense. Leia na íntegra:

"Torcedor revoltado e frustrado"

Aprendi a amar o Campinense desde os tempos dos antigos carnavais quando se fazia gosto em assistir o grande desfile do bloco do Campinense Club. Aprendi a amar este quando na época abria as portas do seu sodalício da Praça Coronel Antônio Pessoa para a juventude sadia e seleta da cidade, na qual me incluo, para frequentar suas tertúlias.

Hoje com 68 anos de idade tenho a honra de dizer que vi o saudoso e glorioso Centro Esportivo Campinense Club nascer. Na época, o futebol de Campina não tinha motivação, só existia o rival que não chegava a atrair para suas cores uma grande parcela da população da Cidade. Graças ao surgimento do CECC que o futebol de Campina Grande e da Paraíba passou a existir verdadeiramente.

Foi dessa forma que me tornei um torcedor fervoroso do Rubro Negro. Hoje estão jogando o Campinense na vala comum da corrupção do futebol brasileiro. Quem foi vítima, como fomos ano passado com a escandalosa negociata Fortaleza x CRB, não pode nem deve apoiar expediente desta natureza. Não se pode jogar a honra e glória de um clube reconhecidamente de fibra, garra, lutas e glórias, o único que conseguiu elevar o nome esportivo da Paraíba aos quatro cantos da nação brasileira, agora se vê jogado na lata do lixo da corrupção, todo este passado de glória e honradez.

Caso o Campinense torne-se campeão paraibano este ano frente ao Souza, estará mais que comprovada a fraude porque quem viu a Raposa atuar ontem (domingo) no Amigão viu facilmente que o clube não reúne as condições necessárias para ser um legítimo Campeão.

Se o resultado do domingo, tornando o Campinense campeão, por conseguinte beneficiava diretamente nosso rival, não importava, afinal, ele é a razão de nossa existência. Digo isto olhando para a nossa própria história. Se fazer futebol hoje é fomentando raiva, ódio, rancor, revanchismo e corrupção.

Prefiro pegar meu boné e não mais torcer pelo meu time de coração que até domingo guardava comigo a honra e a glória de um passado de Homens sérios e honestos. Todos meus pertences relativos ao Campinense Clube não vou queimá-los porque não se deve queimar uma história tão linda como a do Campinense. Farei doação àqueles torcedores que ainda continuam num mundo de ilusão e sujeira que tomou conta do mais glorioso clube da Paraíba.

Campina Grande, 07/05/2012
Paulo Ozires Sales

Nenhum comentário

.