Marinaldo Cardoso diz que vai procurar Antônio Pereira para pedir explicações sobre acusação, mas mostra-se compreensivo

O ex-vereador Marinaldo Cardoso (PRB), que atualmente é terceiro suplente, afirmou que deverá procurar o vereador Antônio Pereira (PMDB) para uma conversa cara a cara, a fim de pedir explicações sobre a acusação feita pelo parlamentar na tribuna da Câmara Municipal no último dia 12.

Para quem não lembra, conforme o blog registrou, Pereira, durante um discurso, afirmou ter sido informado por moradores de uma área de invasão nas proximidades do Canal de Bodocongó que os terrenos teriam sido vendidos por Marinaldo.

“Toda aquela área ali é de invasão. Eu já fui lá conversar com as pessoas para saber. Perguntei: ‘Como é isso aqui?’. ‘Isso aqui foi o vereador tal que vendeu’. Perguntei: ‘Mas, você tem escritura?’; Resposta: ‘Não, foi vendido de boca’”, narrou Pereira. Em seguida, ele revela o nome do ex-vereador: “Eu queria dizer o nome, mas não estou lembrado do nome do cidadão... Mas, é da área ali do Pedregal... Marinaldo! Exatamente”, afirmou o vereador do PMDB.

Hoje pela manhã, Marinaldo Cardoso disse que manteve contato com um advogado amigo, que mora em João Pessoa, e aguarda sua vinda a Campina Grande para definir se adotará alguma medida contra o peemedebista. De qualquer forma, por alguma razão, Marinaldo, a despeito da grave acusação, procurou pôr panos quentes sobre o assunto.

“Quando o advogado chegar, verei o que fazer. Posso até procurar Pereira para conversarmos, saber o que aconteceu. Pode ter sido uma coisa de momento”, comentou o ex-vereador. Uma postura de estranha benevolência e compreensão para um homem público atingido por uma acusação tão grave.

Nenhum comentário

.