PEDRO LÚCIO VAI FAZER CONTRAPONTO A ALEXANDRE ALMEIDA, QUE FAZ DE CONTA QUE NADA ESTÁ ACONTECENDO

Confirmando o que o blog antecipou na semana passada, um bloco do PT de Campina Grande partiu para o racha e lançou o nome do professor Pedro Lúcio como contraponto ao até então único pré-candidato a prefeito do partido em Campina Grande, Alexandre Almeida, presidente do diretório municipal.

Thompson Mariz, reitor da UFCG, que também pretendia entrar na disputa, teve seu registro no PT anulado pela Justiça Eleitoral e ainda aguarda recurso.

Pedro Lúcio é petista velho, um dos fundadores da sigla na Paraíba, foi candidato a vereador pelo partido em 1992 (quando somou 930 votos) e em 1996 (quando obteve 1.570 sufrágios). Depois, o professor deixou a legenda, retornando no ano passado com o intuito de, mais uma vez, postular uma vaga na Casa de Félix Araújo, mas, após a unidade partidária “ir pras cucuias”, conforme palavras de um militante, Pedro foi o escolhido para confrontar Alexandre.

Os petistas deverão escolher no próximo dia 25 os delegados que, no dia 08 de abril, definirão o pré-candidato oficial do partido da estrela. A decisão de lançar um nome para disputar com Alexandre Almeida a indicação da legenda lulista é mais um forte indício do endurecimento de parte da militância petista para com o PMDB do prefeito Veneziano Vital do Rêgo.

Pedro Lúcio é uma daquelas figuras com a cara do PT de aP (antes do Planalto). Alexandre Almeida é um petista com jeitão de peemedebista. Aliás, o curioso é que, enquanto militantes tornam pública a intenção de derrubar seus aparentemente frágeis planos de candidatura, Alexandre, através da sua assessoria, divulga diariamente releases irrelevantes – alguns, inclusive, fúteis, como parabenizar um vereador que faz aniversário – como se nada estivesse acontecendo. Das duas, uma: ou está muito seguro, ou está muito enganado.

Imagem: Twitter @profpedrolucio

Nenhum comentário

.