EX-LÍDER DE VENEZIANO NA CMCG, FERNANDO CARVALHO CRITICA CANDIDATA PEEMEDEBISTA E DIZ QUE CONTINUÍSMO É DIABÓLICO

O vereador Fernando Carvalho, pré-candidato a prefeito pelo PT do B, fez duras críticas, ontem à tarde, ao modo como o prefeito Veneziano Vital do Rêgo tem se posicionado em relação ao processo eleitoral deste ano e à escolha da pré-candidata oficial do PMDB.

Carvalho, que até outubro pertencia ao partido e foi líder, na atual legislatura, do prefeito na Câmara Municipal, rompeu com o antigo aliado após sentir-se rechaçado dos encaminhamentos para escolha do candidato majoritário peemedebista e, desde então, volta e meia desfere torpedos contra a gestão da qual fez parte durante quase sete anos.

Para o vereador, a escolha de Tatiana Medeiros, secretária de Saúde, como pré-candidata oficial do PMDB foi prejudicial para a pasta. “A Secretaria de Saúde tem tudo para ser penalizada no processo eleitoral, com uma candidatura que foi posta a partir de uma publicidade que tentou se dar à saúde. Colocar uma secretária, depois de todas as dificuldades que tivemos ao longo dos últimos anos nessa pasta, para ficar apenas um ano na secretaria?", questionou.

E ele prossegue: "Colocar uma secretária que com poucos meses começou a trabalhar numa campanha, ao invés de cuidar da saúde? E que um ano após sua posse terá que sair, porque agora precisa cuidar única e exclusivamente da campanha? É como se nós não déssemos nenhuma importância (à pasta), como se pudesse ir qualquer um, passar um tempo e depois trocar”, criticou o parlamentar".

“O cidadão de Campina Grande tem que observar tudo isso, e nós, que fazemos o legislativo, temos que observar tal qual, porque num ano eleitoral aparecem todas as fórmulas mirabolantes e milagrosas de se resolver tudo. Todas as obras do mundo são anunciadas, todas as ações são apresentadas”, ironizou Carvalho. Para o pré-candidato do PT do B, a escolha de Tatiana vai contra a impressão dos campinenses quanto ao trabalho da pasta chefiada pela médica.

“Essa equação não bate. Reclama o servidor do PSF, reclama o cidadão, e essa secretaria é apresentada como algo de extraordinário capaz de alavancar uma candidatura? É tudo um grande equívoco. Me espanta e pasma quando se administra algo que todo mundo diz que está errado e eu vou a público dizer que está bem. Ou eu estou a entender que as pessoas não são inteligentes ou quero me colocar acima de tudo e de todos”, considerou.

Por fim, Fernando Carvalho atacou, em tom elevado, o que entende ser uma tentativa de perpetuação no poder do grupo chefiado pelo prefeito Veneziano. “O pior mal na política, o maior atentado contra a democracia, é o continuísmo. Se você entende que a sua cidade pode ser melhor, você tem que interromper o continuísmo. Ele é maléfico, é diabólico, ele corrói a célula administrativa”, concluiu.

Nenhum comentário

.