AS OPÇÕES DO PMDB

O prefeito Veneziano Vital do Rêgo e sua mãe, dona Nilda Gondim, deputada federal e agora presidente do diretório municipal do PMDB, já asseguraram que o partido terá candidato próprio nas próximas eleições e confirmaram que o anúncio do nome escolhido pode acontecer ainda este ano. As maiores chances apontam para a médica Tatiana Medeiros, secretária de Saúde, cujo nome vem sendo massificado há algum tempo. Mas, pesquisas de consumo interno teriam revelado um desempenho aquém do esperado para o momento.

Um eminente peemedebista comentou. “Tatiana é um bom nome, mas poderia estar numa melhor condição”. A questão é que, se a secretária não for a candidata, não são muitas as opções no núcleo peemedebista. Walter Brito Neto, que tem feito uma “leve” pressão para ser reconhecido como pré-candidato, tem poucas chances, como revelou, inclusive, Nilda Gondim durante discurso na convenção do partido, quando o apontou como provável candidato a vereador.

O vice-prefeito José Luiz Júnior, apesar de sua experiência, enfrentaria objeções dentro do grupo, embora, a depender das condições do PMDB nos próximos meses e caso a cúpula insista na candidatura própria, não possa ser totalmente descartado. O secretário de Obras, Alex Azevedo, também foi cogitado por alguns aliados, mas a tese parece fora de propósito. Surge, por fim, o vereador licenciado Metuselá Agra, secretário de Juventude, Esporte e Lazer, que contaria com a simpatia de parte dos Vital do Rêgo.

No fim das contas, é lógico que o PMDB não conta com um nome que se destaque e, apesar de ser evidente que quem receber o apoio do prefeito terá imediato fortalecimento junto ao eleitorado, Veneziano não pode fazer milagre. Aí reside a esperança de Guilherme Almeida, Daniella Ribeiro e do PT. Guilherme, se tivesse se filiado ao PMDB, já estaria “ungido”. E no PT, partido da estrita confiança do prefeito, o sentimento nesta hora deve ser: “Ah, se a gente tivesse um bom candidato!”.

Menino do rio

O ex-deputado Álvaro Neto recebeu convite para se filiar ao PT e mudar seu domicílio eleitoral para o Rio de Janeiro, mas teria declinado. A proposta partiu da cúpula do partido, que quer fazer do paraibano Lindbergh Farias governador em 2014.

Time completo

O PT do B municipal, que agora é presidido pelo vereador ex-peemedebista e pré-candidato a prefeito Fernando Carvalho, teria filiado cerca de 35 possíveis candidatos a vereador. Ou seja, pode até sair sozinho. Mas, Carvalho planejaria compor com siglas do mesmo porte. A lista dos novos membros do PT do B ainda não foi divulgada.

Dúvidas

A jornalista Lídia Moura, presidente do PMN estadual, ainda não resolveu se será candidata a vereadora nas eleições do ano que vem. Parte do PT quer propor coligação ao PMN que, se não formar chapa com o PMDB, deve eleger pelo menos dois vereadores.

Jovens petistas

Acontece hoje e amanhã no Museu da Ciência e Tecnologia o Segundo Congresso Estadual da Juventude Petista, com presença das principais lideranças paraibanas do partido. Hoje, o debate principal terá como tema “O Novo Patamar da JPT”; amanhã, o tema será “O Desenvolvimento que a juventude quer para o Brasil e para a Paraíba”.

Porta aberta

O vice-governador Rômulo Gouveia, comandante do PSD estadual, nunca disse um “dessa água não beberei” sobre ser candidato a prefeito de Campina Grande em 2012.

Na ponta

Pois bem. Pesquisas de consumo interno estariam mostrando Rômulo Gouveia com boa margem sobre possíveis adversários e mesmo em relação aos aliados mais próximos.

Tentação

Caso o vice-governador mantenha o mesmo fôlego nestas pesquisas até a metade do ano que vem, será que, ainda assim resiste à tentação de disputar a prefeitura pela terceira vez?

Força a mais

Na luta pela reeleição, Nelson Gomes Filho terá o apoio de Eduardo Antunes, 4° suplente de vereador, que obteve 1.147 votos em 2008, deixou o PR e se engajará na sua campanha.

Nenhum comentário

.