FOME INSACIÁVEL: PARAIBANOS JÁ ENTREGARAM MAIS DE R$ 2 BILHÕES EM TRIBUTOS EM 2011. E MAIS: AS ABSURDAS COMPARAÇÕES DE LUIZ COUTO

A carga tributária no Brasil é realmente avassaladora. Segundo projeção do Impostômetro, sistema criado pela Associação Comercial de São Paulo para registrar centavo a centavo o avanço da Receita Federal no bolso do brasileiro, na próxima terça a arrecadação do país atingirá a marca de R$ 1 trilhão. O detalhe é que, conforme a entidade, em relação a 2010, a cifra será alcançada este ano 35 dias antes.

Mais uma evidência de que enquanto o Brasil cresce na velocidade de uma preguiça cansada e o salário do trabalhador aumenta a passos de tartaruga manca, a bocarra do Leão se agiganta. Na Paraíba, chegamos a uma marca de destaque na última quinta-feira, 08. No dia seguinte ao feriado da Independência, enquanto os trabalhadores cumpriam o expediente da manhã, alguns ainda sob o efeito da ressaca em comemoração ao 07 de Setembro e tributo a Dom Pedro I, o Impostômetro registrava que nós, paraibanos, já havíamos contribuído com R$ 2 bilhões em tributos neste ano da graça de 2011.

Conforme o Impostômetro, a soma arrecadada na Paraíba, se aplicada em benefício dos paraibanos, permitiria a construção de quase 100 mil casas populares, ou 170 mil salas de aula equipadas, ou ainda mais de 25 mil quilômetros de rede de esgoto. Esse é o problema. Tudo o que se come, vai para algum lugar: quem come demais, engorda. Mas, o Leão que nos atormenta se mantém fininho, porque queima “calorias” demais.

No Brasil, o dinheiro público não dá para cobrir os serviços mais essenciais porque torra-se irresponsavelmente na manutenção da máquina, no desperdício de investimentos e com a praga insaciável da corrupção. Lembram o tal “estilo de vida americano”? Pois, eis o “estilo de vida brasileiro”: uma massa labutando 50 horas por semana para escapar, uma classe produtora sufocada, uma elite infimamente minoritária luxando e um imenso aparelho público sustentando uma nobreza preguiçosa. Em suma, muita teta, pouco leite, muita boca para mamar. Resultado: a vaca vai pro brejo!

Vai ter briga

O ex-deputado federal Armando Abílio, presidente do PTB no estado, avisou ontem que o partido (e principalmente ele mesmo, claro) não vai deixar de graça a saída de Carlinhos de Tião, prefeito da vizinha cidade de Queimadas, que deve ir para o PSB.

Resolução

“Em reunião no partido, ficou decidido que o PTB entrará na Justiça pedindo o mandato do prefeito de Queimadas, conforme Resolução Nº58/2010”, afirmou Armando Abílio. Já sobre a saída de Nobinho Almeida, prefeito de Esperança, que também vai para o PSB, ele nada disse, embora a mencionada resolução também enquadre o esperancense.

Comparação absurda

Durante pronunciamento na famigerada Comissão Especial “Educação sem uso de Castigos Corporais” da Câmara, o deputado federal Luiz Couto misturou, num mesmo tabuleiro, tortura condenada pela ONU, pedofilia e palmadas dos pais nos filhos.

Palavras de Couto

“Os castigos, o bater, é o equivalente ao que a ONU fala sobre tortura (...) E a maior humilhação, o maior castigo que uma criança sofre, é quando um pai ou aderente a explora sexualmente. Aí, pra deixar no anonimato, ameaça: ‘Eu mato’. Meu avô nunca bateu num filho. Quando ele não gostava de uma coisa, chamava e conversava”, disse.

Impressionante

Ouvindo, atônito, a fala de Luiz Couto, questiona-se: Como pode um parlamentar, sob aplausos, tecer tão absurda mistureba, dizer tantas bobagens dentro de tão pouco tempo?

Formação

Dirigentes nacionais da tendência petista denominada Democracia Socialista (DS) estarão em Campina neste fim de semana, para ministrar um curso de formação política.

O objetivo

Cerca de trinta militantes do PT das cidades de Campina Grande, João Pessoa e Bayeux estarão participando do curso, que reinstalará a “ala” Democracia Socialista na Paraíba.

Reconstrução

A tendência diz lutar por um “partido socialista, democrático, defensor da ética pública e do republicanismo”, e apregoa uma plataforma de “reconstrução/refundação socialista do PT”.

Publicado no Diário da Borborema deste sábado

Nenhum comentário

.