FERNANDO CARVALHO NO PT DO B

A confirmação do destino partidário do vereador Fernando Carvalho veio do PMN. Através de nota, o presidente municipal do partido, Bala Barbosa, comunicou o insucesso das negociações com o parlamentar, pretendido para uma candidatura majoritária. “Na última semana, Fernando Carvalho declarou para dirigentes da legenda a sua pretensão em confirmar filiação no PT do B, partido aliado do PMN.

Entretanto, dada a nossa prioridade fim, que é a conquista de uma vaga para a Câmara Federal, fica prejudicado o nosso projeto conjunto”, diz trecho da nota. Após a repercussão do documento, Carvalho, que ainda não havia declarado sua resolução, confirmou o acerto com o PT do B, que é presidido no estado pelo deputado Genival Matias. Para tranqüilizar o vereador Laelson Patrício, que é do PT do B e temia a mudança de Carvalho para o partido, o agora quase ex-peemedebista explica: “Nem um pingo de preocupação. Não serei candidato a vereador, e sim a prefeito, esse é o compromisso”.

A nota assinada por Bala confirma as negociações reveladas pelo Diário Político no dia 23 de junho, quando informamos: “O vereador Fernando Carvalho pode ter como destino o PMN. Fontes garantem que o partido deseja ter Carvalho como candidato a prefeito, e, como todo mundo sabe, o parlamentar sonha com a disputa pela prefeitura”. A presidente estadual do partido, Lídia Moura, teria inclusive oferecido o comando do diretório municipal ao vereador.

Por que, no entanto, as negociações com a legenda não avançaram? Segundo fontes próximas ao vereador, o acerto gorou porque o PMN estaria umbilicalmente ligado ao prefeito Veneziano Vital do Rêgo, o que não teria agradado ao vereador. Já sobre os riscos que enfrentará no PT do B, sigla profundamente centrada no controle do seu presidente estadual, o próprio Carvalho responde, pragmático e filosófico: “O erro é possível; o acerto, a possibilidade. Não tentar é a covardia. Tentarei mais uma vez. Um dia acertarei. Irei perseguir o alvo”.

Mudança

A informação veio do coordenador de Comunicação da Prefeitura, Carlos Magno: a deputada Nilda Gondim assumirá o comando do PMDB em CG, no lugar de Júlio César Cabral, que mudará seu domicílio para Fagundes, onde será candidato a prefeito.

Estratégia

Além do domicílio, Júlio César mudará de partido. Vai para o PMN. A mudança e a candidatura estão em pleno acordo com a família Vital do Rêgo, que pretende eleger prefeitos nas cidades mais importantes do estado e nos municípios do entorno destas cidades, como parte da estratégia para candidatura de Veneziano a governador em 2014.

Ela fica

O secretário estadual Manoel Ludgério (PSD) confirmou a previsão do Diário Político de que a vereadora Ivonete Ludgério, sua esposa, permanecerá no PSB. “Este assunto foi devidamente maturado em família e junto aos amigos”, explicou Manoel.

Você não sabe

Durante a sessão de ontem na Câmara, Ivonete Ludgério rebateu duramente as críticas do colega Rodolfo Rodrigues, que chamou o Pacto pelo Desenvolvimento Social de blefe. “Quando você diz que o Pacto Social é um blefe, é porque não conhece a importância do Pacto. A gente só deve falar do que a gente sabe, do que a gente tem conhecimento”.

Sem diálogo

O vereador Antônio Pereira mostrou-se irritado porque os auditores fiscais não teriam sido recebidos pelo Governo do Estado para apresentação das demandas da categoria.

Saudade

“Tenho saudades do governador Cássio Cunha Lima e do governador José Maranhão, que, ainda que não atendessem às reivindicações, ouviam as categorias”, disse Pereira.

De fora

Enquanto Pereira está prestes a deixar o PSB, o ambientalista e professor Ramiro Pinto, que foi candidato a deputado federal em 2010, pediu ontem baixa das fileiras do partido.

2.360 votos

“Dificilmente um ativista ambiental, como eu, será eleito em estados de velhos coronéis, denúncias de corrupção e compra de votos”, disse Ramiro numa carta aberta.

Coluna nossa publicada no Diário da Borborema de 08 de setembro

Nenhum comentário

.