POR QUE O PARTIDO DO EX-GOVERNADOR QUE TORROU R$ 18 MILHÕES EM APENAS 2 MESES QUER BARRAR A PUBLICIDADE DO ESTADO?

Em dezembro de 2009, o então deputado estadual Aguinaldo Ribeiro (PP), que relatava o Orçamento de 2010, fez uma grave denúncia contra o à época governador José Maranhão (PMDB). Condenando a decisão do governador de vetar o mísero aumento de 5% para os servidores, Aguinaldo revelou números impressionantes, dando conta de que, em cerca de apenas dois meses, haviam sido torrados nada menos que aproximadamente R$ 18 milhões com propaganda institucional.

O parlamentar fez um comparativo de como esse montante poderia ter sido melhor aplicado. “O governo descarta a possibilidade de aumento, mas esquece que gastou cerca de R$ 18 milhões em publicidade somente nos últimos dois meses, quando, se tivesse aplicado este montante em casas populares, poderia ter beneficiado pelo menos mil famílias. Há, nesse governo, uma preocupação excessiva com alguns setores, como a comunicação. É um verdadeiro descaso com relação à valorização do funcionalismo público”, afirmou.

A prodigalidade publicitária era tamanha que até uma revista, colorida e em papel de excelente qualidade, era semanalmente atirada nos jardins de boa parte das casas paraibanas. Um exemplo claro de que como o Brasil precisa de leis que impeçam que a idealizada publicidade como prestação de contas governamental seja transformada em propaganda eleitoreira. O curioso é que, agora, o PMDB, através do seu presidente estadual, Antônio de Souza, promete ir à Justiça para impedir que, após quase oito meses sem investimento publicitário, o estado realize a licitação para o serviço.

Qual a intenção do PMDB nessa história? O partido, ainda inconformado com a fragorosa derrota do ano passado, não cessa de trabalhar em prol das eleições de 2012 e 2014 e, até o momento, tem sido beneficiado com a falta da publicidade institucional, que faz com que prevaleça em grande parte da mídia opiniões e versões da oposição. E, sabendo o uso que deu à ferramenta, a cúpula peemedebista teme um revide na mesma moeda.

Entre nós

Há quase oito meses no poder, a petista e presidente da República Dilma Rousseff não dá sinais de vir a Paraíba, mas o presidente nacional do PT, Rui Falcão, visita João Pessoa neste sábado, quando lança no estado uma campanha em defesa da reforma política.

Novo petista

A campanha lançada por Rui Falcão tem por título “Um novo Brasil, uma nova política – O país mudou, você mudou, a política também precisa mudar”. Falando em mudança, a vinda de Falcão pode marcar a filiação do reitor da UFCG, Thompson Mariz, cotado para ser o candidato petista a prefeito de Campina, tirando a sigla da sombra do PMDB.

Procurando

Que o vereador Alcides Cavalcanti deve mesmo deixar o PRP, não é novidade. A dúvida ainda é quanto ao seu destino. Alcides já conversou com a direção do PT do B, já esteve em vias de fechar com o PR e agora dialoga com o comando do pequeno PRTB.

Pé fora

Desde que migrou para a bancada de sustentação do prefeito Veneziano Vital do Rêgo, o vereador Alcides Cavalcanti se indispôs com a direção do PRP e teme até que, caso permaneça no partido, não receba legenda para tentar a reeleição. O secretário estadual do PRP, Flávio Menezes, já avisou que a sigla vai pedir o mandato dos eventuais “infiéis”.

Presente

O deputado estadual Guilherme Almeida acompanhou o prefeito Veneziano Vital durante inauguração de uma Unidade Básica de Saúde da Família no bairro de Santa Rosa.

Apresentação

Pré-candidato a prefeito, Guilherme é desconhecido para boa parte dos campinenses. Durante a inauguração, o parlamentar discursou e fez elogios ao trabalho de Veneziano.

Tranquilidade

O pedido de pauta para julgamento no TRE do recurso de Veneziano contra sua cassação em primeira instância não alterou a agenda do prefeito, que procura se mostrar tranqüilo.

Comentário

“Que haja independência sem morte”. Palavras do vice-governador Rômulo Gouveia, comentando o fato de o julgamento do recurso poder ocorrer na véspera do 07 de setembro.

Nenhum comentário

.