DEBATE INOPORTUNO


Nas eleições municipais de 2004 e 2008, o hoje prefeito Veneziano Vital do Rêgo e o atual vice-governador Rômulo Gouveia tiveram a oportunidade de disputar quatro turnos e, assim, digladiarem em inúmeros debates. Acompanhei de perto alguns deles e lembro – como o amigo leitor deve lembrar – que o nível, em algumas ocasiões, não foi dos mais elevados.

Em 2008, em um desses debates, os dois candidatos trocaram acusações sobre cheques, Rômulo acusando Veneziano de usar um cheque da Saúde em sua campanha, e Veneziano acusando Rômulo de, como presidente da Assembleia Legislativa, distribuir cheques para custeio de tratamento médico a gente que não precisava. Foi a substituição da bala trocada pelo cheque trocado.

Durante o vaivém de acusações, os dois contendores firmaram um desafio, e acertaram de se encontrar, após o debate, na sede da Associação Campinense de Imprensa para dar sequência à “batalha do cheque”. Foram para a ACI, cada qual devidamente acompanhado pelo seu séquito.

Viveu-se horas de tensão, com candidatos e torcidas separados por dois ou três metros. Naquele clima perigoso, veio à memória os relatos das eleições de 1950, quando estabeleceu-se uma guerra na Praça da Bandeira, deixando como saldo mortos e feridos. Ali, em frente à ACI, bastava um daqueles militantes dar um tapa em outro, atirar uma pedra, e estaria formado o caos. Só ao anoitecer os grupos se dispersaram, deixando para trás o registro de um episódio patético e deplorável.

Agora, passados menos de três anos, Veneziano e Rômulo, no acirramento das disputas que só serão decididas em outubro do ano que vem, falam em debater. Debater o que? Se Veneziano fez mais por Campina que Ronaldo, Cássio e Félix Araújo juntos, como propõe o prefeito? Essa discussão é inoportuna e fora de hora. Não é crível que vá acontecer, afinal, é de se esperar que prevaleça o bom senso dos nossos governantes, dos quais se espera – e Campina Grande e a Paraíba precisam – trabalho árduo, e não confusão.

Publicado no Diário da Borborema do último sábado, 16 de julho

Nenhum comentário

.