APOSTAS PARA 2012


Daqui a um ano, estaremos em período oficial de campanha para prefeito e vereador. Segundo o calendário do Tribunal Superior Eleitoral, a propaganda de rua começa no dia 06 de julho, um dia após o fim do prazo para que os partidos apresentem aos cartórios eleitorais os pedidos de registro dos seus candidatos e as atas das convenções em que foram escolhidos.

Já saberemos, portanto, quem serão os candidatos: se o PMDB terá candidatura própria; se PSDB, PSB e PSD comporão uma coligação; se o filho do ex-governador Cássio Cunha Lima não será mesmo candidato a prefeito. Por ora, as indefinições são muitas, mas algumas delas precisarão chegar a termo até o dia 07 de outubro, ou seja, exatamente um ano antes do primeiro turno, prazo final para registro dos partidos, para mudança de domicílio eleitoral pelos candidatos e para a filiação ou troca de partidos. Nesse momento, frente à conjuntura de agora, é possível apenas fazer algumas “previsões” sobre a disputa que se aproxima.

01) O candidato apoiado por Cássio, provavelmente Romero Rodrigues, deve ter lugar garantido no segundo turno; 02) O candidato apoiado pelo prefeito Veneziano Vital do Rêgo não tem a mesma garantia, e sua ida ao segundo turno dependerá do andamento da campanha e do potencial dos demais adversários;

03) Daniella Ribeiro é mais forte que Guilherme Almeida, mas ela terá um elevado índice de rejeição e sua postulação sofre com algumas fragilidades (detalhes em artigo futuro); 04) Sem o apoio de Veneziano e/ou uma campanha muito bem feita, o desempenho de Guilherme pode ser muito ruim; 05) Uma possível candidatura de Tatiana Medeiros não vinga;

06) O candidato de situação terá que arcar com a rejeição à gestão; 07) Se tiverem campanhas bem feitas e os principais grupos passarem a digladiar (como é quase certo), nomes como José Artur (PTB) e Marlene Alves (PC do B) podem ganhar força no “vácuo” dessa briga – todavia, estes dois ocuparão, em parte, a mesma faixa do eleitorado.

Titular

Passado quase um mês desde a saída do deputado estadual Adriano Galdino do comando da Secretaria de Interiorização, o Governo do Estado ainda não indicou um substituto, e a pasta segue sendo comandada pela secretária executiva, Débora Maciel.

Parcos recursos

Não dá para saber ao certo a razão pela qual o Governo do Estado não parece ter pressa para apontar o substituto de Adriano Galdino. Ao mesmo tempo, é evidente que não há uma grande concorrência pela secretaria que, financeiramente, é a prima pobretona de todas as pastas estaduais. “Talvez” por isso ninguém esteja digladiando pelo comando.

Feliz da vida

O deputado estadual Genival Matias anda rindo à toa após a negativa do TSE ao recurso do tucano Dinaldo Wanderley que, se atendido, tiraria o parlamentar do PT do B da Assembleia. Feliz, Genival aceitou até emprestar uma patrol à prefeitura de Juazeirinho.

Mano a mano

Aproveitando a trégua dada pelas chuvas que têm castigado o estado, o equipamento, que pertence a uma das empresas de Genival Matias – que atua no ramo da mineração – já está sendo usado no serviço de terraplanagem das estradas de Juazeirinho. O prefeito da cidade é Bevilacqua Matias, irmão de Genival, que tentará a reeleição em 2012.

Comunistas

A ex-coordenadora do Procon municipal, Gláuce Jacome, será candidata a vereadora pelo PC do B. O partido monta um time forte para as eleições 2012, que contará, dentre outros nomes, com o ex-vereador Ivam Freire e o policial civil Júlio César da Cruz.

Sina

Em Serra Branca, a reeleição de prefeitos parece não prosperar. Em 2008, o petista Zizo Mamede acabou derrotado, em sua tentativa de ser reconduzido à prefeitura, por Dudu Torreão. Agora, por problemas com a justiça, Dudu talvez nem possa ser candidato.

Mais paciência

Essa semana, um vereador campinense (não revelamos o nome porque não gravamos o áudio da fala) sugeriu que, diante dos transtornos provocados após as chuvas (buracos, enchentes), o povo “tenha paciência”. Ora, será que o povo já não é paciente demais?

Publicado no Diário da Borborema deste domingo

Nenhum comentário

.