POBRES, MAS CHIQUES: 5° MENOR PIB DO BRASIL, AREIA DE BARAÚNAS GASTA COM FESTAS MAIS QUE O DOBRO DO QUE ARRECADA COM IMPOSTOS

Dizem os figurões da elite que “quem pergunta quanto custa, é porque não pode pagar”. Já o ditado corrente entre os menos abastados garante que “quem atira com pólvora alheia, não mede distância”. Pois bem. Boa parte das prefeituras brasileiras mal pode com as próprias pernas, vivendo à custa de repasses federais, mas, mesmo assim, como atiram com a “pólvora” do contribuinte, dão uma de chiques e não perguntam quanto custa, ou pelo menos não se dão ao trabalho de pechinchar.

Um exemplo disso encontramos na pequena Areia de Baraúnas, no Sertão do Estado. Segundo dados do IBGE, em 2008 o município – que tem uma população de menos de 2 mil habitantes – figurava entre os cinco menores PIB’s de todo o país. Mesmo assim, conforme revela o Sagres Online, do Tribunal de Contas do Estado, entre janeiro e novembro do ano passado, a prefeitura local gastou pelo menos cerca de R$ 170 mil com promoção de eventos festivos. Só na comemoração do aniversário da cidade foram R$ 82 mil.

São despesas com bandas, equipamentos e ornamentação. Para uma cidade com o porte e a receita de Areia de Baraúnas, é muito. Basta saber que a arrecadação municipal com tributos entre janeiro e novembro mal passou dos R$ 86 mil. Logo, a prefeitura gastou, em festas, pelo menos o dobro de toda a arrecadação tributária dos onze primeiros meses de 2010.

Só com um bufê promovido em abril, foram R$ 6.500. Os custos com o regabofe superaram os R$ 5.928 empenhados em maio para pagamento das despesas com gêneros destinados à merenda escolar da rede municipal. A ornamentação da festinha de confraternização do dia dos professores custou nada menos que R$ 2.500. Outros R$ 3.500 foram para 350 refeições de músicos das bandas que se apresentaram no carnaval – o que implica dizer que havia uma multidão de músicos equivalente a 17,5% da população total da cidade. São apenas alguns exemplos, de inúmeros possíveis. E é claro que isso não acontece só em Areia de Baraúnas.

Frota locada

Areia de Baraúnas é comandada pela prefeita tucana Vanderlita Guedes Pereira, que é mais conhecida como Dequinha. Chama também a atenção nos empenhos da prefeitura disponibilizados pelo Sagres Online o elevado gasto com locação de veículos.

Transporte

Só em novembro, foram mais de R$ 35 mil – o valor de um carro popular 0 KM. Se o custo for repetido durante todo o ano, o montante com aluguel ultrapassaria os R$ 400 mil. São locados carros para as secretarias, caminhonetes para transportar estudantes e até uma moto (R$ 600), que, segundo o empenho, é usada para transportar estudantes!

Nenhum comentário

.