JORNALISTA CAMPINENSE RADICADO EM RONDÔNIA EXPLICA DETALHE DO CASO DONADON

O jornalista campinense Alexandre Araújo, que vive em Rondônia, explicou, através do nosso formulário de e-mail, que a vaga aberta pela renúncia do ex-deputado federal Natan Donadon foi preenchida pelo suplente João da Muleta, já que Rachel Duarte, primeira suplente do PMDB, não quis assumir, porque é vice-prefeita de Cacoal. O caso Donadon teve repercussão nacional pelo entendimento do STF, expresso na liminar que concedeu a vaga deixada pelo ex-deputado ao partido e não à coligação (para entender o impacto do caso em Campina, clique AQUI).

Ao Alexandre, o agradecimento pela informação e um forte abraço campinense. Uma das maiores alegrias que o blog tem proporcionado é o contato com paraibanos espalhados por todo esse enorme Brasil. A seguir, o comentário de Alexandre Araújo:

Caro amigo jornalista

Faço uma observação quanto ao seu comentário a respeito do deputado federal Natan Donadon (PMDB - Rondônia). Na verdade, quem assumiu o seu lugar foi o primeiro suplente da coligação, Agnaldo Muniz (PP) que ficou no cargo menos de 30 dias já que o PMDB ganhou na Justiça a vaga hoje ocupada pelo deputado João da Muleta. Quanto à Dra Raquel, a mesma não quis assumir a vaga, em razão de ser vice-prefeita do município de Cacoal (distante 470 km da capital Porto Velho). No mais um forte abraço deste paraibano de Campina Grande, bairro Estação Velha, radicado em Rondônia há 25 anos.

Alexandre Araujo

(jornalista DRT/RO 699)

Nenhum comentário

.