ARTIGO: 'ERA O ÓBVIO'


Houve quem pareceu ter ficado surpreso com o fato de o governador e candidato José Maranhão ter vencido nas urnas da grande maioria dos municípios paraibanos, mesmo tendo, no geral, perdido o primeiro turno para o ex-prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho, por uma diferença de 8.367 votos. Nisso, entretanto, não há surpresa nenhuma. Sherlock Holmes diria que era elementar. Era o óbvio.

A percepção de como poderia se apresentar a geografia eleitoral da Paraíba já indicava que, ao socialista, cabia construir uma diferença no eixo João Pessoa – Campina Grande que fosse capaz de neutralizar a vantagem que o peemedebista certamente teria no restante do Estado. Não havia, efetivamente, outra esperança para Ricardo. Era preciso não apenas vencer nos dois maiores colégios eleitorais, mas vencer por uma margem de peso, se não o governador, mais conhecido, mais popular, com mais apoios, estaria reeleito. Não é em vão que Ricardo, no fim do primeiro turno, clamou pelo apoio de seus conterrâneos.

Aliás, apesar da esperança do candidato do PSB – corroborada por assessores e por seu ex-marketeiro, Duda Mendonça – ter focado seus últimos dias de campanha na Capital, enquadrando Campina como “o resto” da Paraíba, foi a Rainha da Borborema que “salvou” Ricardo. Em João Pessoa, ele teve vantagem de 20,87% sobre Maranhão, enquanto em Campina essa diferença foi superior a 30%. Coutinho ainda teve a ajuda de colégios importantes, como Patos, Sousa e Cajazeiras, onde venceu. No geral, no restante da Paraíba, Maranhão foi superior.

Agora, a disputa seguirá a mesma linha, mas o governador vai fortalecer a atuação nos maiores colégios, contando com uma maior dedicação de lideranças que, no primeiro turno, estavam às voltas com a própria campanha. Manter a frente nestes municípios será um duro desafio para o candidato socialista, que ainda precisará ganhar terreno nos cerca de três quartos da Paraíba onde Maranhão domina. Repetimos o bordão do primeiro turno: a eleição está aberta.

Publicado no Diário da Borborema de hoje

Nenhum comentário

.