PARA TENTAR EVITAR COMPRA DE VOTOS, CANDIDATO QUER LIMITAR ACESSO DAS PESSOAS AO PRÓPRIO DINHEIRO


Deu no Uol:

A Justiça de Roraima aceitou e, agora, um político quer repetir a dose no Maranhão: proibir as pessoas de sacarem mais de R$ 20 mil, de 27.set a 4.out.2010, alegando que a medida coíbe a compra de votos.

Em Roraima, o TRE aceitou o pedido feito pela Procuradoria Regional Eleitoral do Estado em 21.set.2010 para que a medida fosse tomada. Na esteira dessa decisão, a campanha de Flávio Dino (PC do B) quer levar a restrição para o Maranhão –onde ele disputa o governo.

Advogado da coligação de Dino pediu hoje (23.set.2010) à Procuradoria Eleitoral maranhense, em carta, que tente obter o mesmo sucesso da procuradoria de Roraima, segundo informa o repórter do UOL Fábio Brandt.

O pedido usa o precedente de Roraima e o histórico de escândalos dos 2 Estados como argumentos. “O pedido fundamentou-se no fato de que há naquele Estado [Roraima], tal como no Maranhão, uma intensificação da prática de compra de voto no período final da campanha”, diz o texto.

Além do limite de saque, Dino quer que toda retirada, a partir de R$ 10 mil, seja comunicada ao TRE do Maranhão – o mesmo vai ocorrer em Roraima.

Nenhum comentário

.