ARTIGO: COMPRA DE VOTOS NA PARAÍBA


A prática nefasta é velha. Assessores e cabos eleitorais de candidatos assediam eleitores para propor a sórdida negociação: voto em troca de dinheiro. Na verdade, míseros trocados. Algumas vezes, ao invés do dinheiro, são óculos, cimento, consultas, enxoval de bebês... A oferta se dá sem muitos rodeios.

Os intermediários acercam-se de pessoas conhecidas, que sabem serem suscetíveis à negociação, preferencialmente mães ou pais de família que, além do próprio voto, negociam em nome dos filhos. Uma vez acertado o preço, são requeridas, por parte do comprador, fotocópias dos títulos eleitorais das pessoas arroladas na transação. O pagamento se da às vésperas da votação.

A despeito das muitas campanhas de conscientização e do cerco anunciado pela Justiça Eleitoral e Polícia Federal, essa negociata segue acontecendo a plenos vapores nas eleições deste ano. Na semana passada, ouvimos relatos de alguns casos envolvendo candidatos de Campina Grande, cujos intermediários negociam a compra de eleitores ao preço de ínfimos R$ 20 por cabeça.

A cópia do título de eleitor tem dois intuitos. Primeiramente, garantir que o eleitor comprado esteja de fato em condições legais de votar. E, além disso, fica a ameaça: sabendo em que zona e seção a pessoa vota, dá para saber – dizem – se ela cumpriu realmente com sua parte no trato.

Embora a história de que dá para saber em quem se vota seja um engodo, há um estratagema usado nestes casos que acaba funcionando. Ocorre que, como é possível saber a votação dos candidatos em cada urna, fica a ameaça: se o candidato a quem o eleitor se vendeu não receber nenhum voto naquela seção, ficará descoberto que ele (o eleitor) não cumpriu sua “obrigação”.

A ameaça acaba funcionando. Mas, essa exigência das fotocópias de títulos pode ser a prova material de que a polícia e a justiça precisam para determinar o envolvimento de candidatos na prática da compra de sufrágios. Até porque os tais intermediários andam por aí, despreocupadamente.

Publicado no Diário da Borborema de 14 de setembro

Um comentário

Art's Fabião disse...

A verdadeira pesquisa, será no dia 03 de outubro!!!

.